Untitled-2Parece absurdo, mas é a pura verdade. Não bastasse ser privada de tantas coisas por causa da sua precária situação financeira, se é que pode definir assim a vida de quem sobrevive com uma mísera ajuda do INSS, a aposentada Luiza Evangelista, figura popular e querida em São Luís de Montes Belos, está passando por um grande drama. Ela precisa passar por uma cirurgia urgente. Ela está com o útero de fora há cerca de um ano.

Há vários meses ela procura ajuda nas Secretarias Municipais de Saúde e de Assistência Social do município, mas a solução não acontece. Dona Zilda, uma comerciante da cidade, tem sido o “anjo da guarda” da Luiza durante esse tempo. Todos os cuidados e assistência que ela pode destinar à amiga Luíza, ela não mede esforços pra isso.

Segundo Dona Zilda, Luíza está nesta situação há quase um ano. Ela lembra que já esteve na Assistência Social mais de 8 vezes relatando o drama da amiga, mas que nada adiantou. “Eles falavam que é a tutora dela que deve ajudar. Eu fui atrás da tutora e ela me disse que não tem condições. Ai eu disse: como é que eu faço? Tem seis meses que a levamos ao médico, prometeram fazer a cirurgia, mas até hoje nada”, frisa.

Há cerca de 15 dias o vereador Edivaldo do Jornal foi procurado por uma pessoa questionando se o mesmo sabia da situação da Luíza. “Fiquei surpreso e revoltado com a situação. Jamais imaginava que ela poderia estar nesse estado de abandono”, disse Edivaldo. Nesta sexta-feira, 7, o vereador ficou sabendo do envolvimento de Dona Zilda com o caso e a chamou para fazer uma visita à Luiza.

Untitled-23 asda asdfdsfds

Quando chegaram à casa da aposentada, Dona Zilda e o vereador Edivaldo do Jornal ficaram ainda mais chocados com o que viram. Ela estava visivelmente debilitada, mal dava conta de ficar de pé. Foi necessário coloca-la deitada em um sofá. Como faz com frequência, Dona Zilda havia levado para Luiza uma vasilha com vitamina. Demonstrando estar com muita fome, ela tomou a vitamina em poucos segundos.

Quando estava gravando um vídeo para cobrar das autoridades do município uma solução para o caso, como um passe de mágica, o vereador Edivaldo do Jornal e Dona Zilda receberam a informação de um sobrinho da Luiza dando conta que o pessoal da saúde a esperava no Posto de Saúde Central. Edivaldo do Jornal levou a aposentada até o Posto de Saúde, onde a própria secretária de saúde, Sonia Benfica, a aguardava.

Depois de tentar impedir a assessoria do vereador de registrar o caso, Sônia Benfica providenciou o atendimento à Luiza. Ela passou por uma avaliação médica e foi encaminhada para o Hospital Municipal onde deverá ser tratada para fazer em breve a tão esperada cirurgia. Sônia Benfica disse que já estava cuidando do caso de Luíza.

Esta não é e primeira vez que o vereador Edivaldo do Jornal se envolve em uma situação relacionada à Luíza. Em abril de 2015, durante uma sessão na Câmara Municipal, o vereador ficou irado quando viu que a secretária municipal de educação, Maria Helena Augusta, havia definido, em um documento público, a aposentada como uma andarilha.

“Fiquei triste, senhora secretária, Maria Helena, quando a senhora se referiu à mãe da homenageada como uma andarilha. A nossa querida Luíza, a quem eu tenho o prazer de abraça-la quase todos os domingos na feira coberta, não é andarilha. Pode anotar ai: Rua Rio Corrente, nº XXX, esse é o endereço fixo dela. Andarilho, secretária, não tem endereço. E ela tem”, disse Edivaldo, na época.

“E tem mais, secretária, as pessoas se enganam com a aparência da Luiza e podem até pensar que ela é andarilha, mas a culpa não é dela, a culpa é de quem prometeu a ela uma casa, na campanha passada, e até hoje não cumpriu a promessa”, ressaltou Edivaldo.

O fato é que depois desse puxão de orelha, a casa prometida pela prefeita Mércia Tatico, em sua campanha, em 2012, foi entregue à Luíza. Hoje ela mora no seu cantinho, no Setor Brisas.

Por: Eduardo Guedes