Em janeiro desse ano, assim que o presidente da Câmara Municipal, Antonio Paulo, assumiu interinamente a cadeira do poder executivo, o atual prefeito concedeu uma entrevista à Rádio Vale da Serra, aos radialistas Roberto Cassiano e Aparecido Eterno, onde ele expressou a sua preocupação com os gastos dos recursos públicos numa gestão ainda indefinida.

Na ocasião ele se referia ao prefeito interino, que poderia, no exercício do cargo, aplicar o dinheiro da prefeitura em áreas impróprias diante da situação, o que segundo ele mesmo, poderia comprometer a administração do município nos períodos em que a arrecadação municipal oscilasse para baixo. (Confira a fala do prefeito no áudio acima).

 

O problema é que hoje, no cargo, o prefeito Major Eldecírio tem feito exatamente o contrário do que ele não recomendava ao prefeito interino Antonio Paulo. Gastos e ações que poderão deixar o administrador de São Luís em dificuldades já a partir do segundo semestre desse ano.

 

A realização de processos seletivos nas áreas da educação e saúde e a contratação exagerada de servidores comissionados, o que elevou a folha de pagamentos a níveis preocupantes, a ponto de poder estar ultrapassando os limites permitidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Entre os outros gastos como R$ 60 mil para um time de futebol e R$ 130 mil para a contratação de uma dupla sertaneja.

 

Assim como a situação do prefeito interino no cargo era instável, a do prefeito Major Eldecírio também é. A depender do julgamento do Tribunal Superior Eleitoral – TSE – ele poderá ser afastado do cargo. Mas há quem afirme que ele já está em plena campanha eleitoral.

 

“É claro que ele está em campanha. Ele sabe que vai ter outra eleição e esse barulho que ele está fazendo é para enganar a população e o eleitor. Se não fosse ter outra eleição e aposto que nada disso que ele tá fazendo ele faria”, disse o mecânico Ailton Graça.

 

Nesse domingo, na feira coberta, o prefeito Major Eldecírio disse que torce para que a decisão do TSE seja a melhor para São Luís. Ele frisou ainda que não acredita que ela sairá tão cedo. Ele acredita que antes de julgar o caso Dilma/Temer o de São Luís não entra na pauta. O prefeito disse ainda que está administrando o município com muito cuidado e com a responsabilidade necessária.

 

Por: Edivaldo do Jornal