No final da manhã deste domingo, 16, por volta de 11h, o corpo do jovem Rodrigo de Matos Silva, de aproximadamente 22 anos, foi encontrado dependurado, com um fio amarrado ao pescoço, dentro do seu próprio quarto.

Rodrigo morava com a família em uma casa, no centro de Firminópolis, próximo à prefeitura. Apesar de o corpo da vítima ter sido encontrado às 11h, a sua mãe comunicou o fato à Polícia somente as 15h. Ao delegado, Dr. Tiago Junqueira, ela não soube justificar os motivos da demora.

De acordo com o delegado, além de Rodrigo de Matos ter um histórico de depressão, ele acredita que a motivação do seu ato impensado pode ter relação com uma confusão ocorrida entre a sua família com um pessoal tradicional da cidade, na semana passada.

Para o delegado, o fato pode o ter perturbado e colaborado para que ele cometesse o suicídio. Sobre os boatos de que Rodrigo teria sido assassinado, Dr. Tiago descarta qualquer possibilidade nesse sentido. “A perícia foi feita e foi a própria mãe dele que retirou o corpo dele com o fio de telefone no pescoço. Não tem nada a haver”, garante o delegado.

O Instituto Médico Legal – IML – de Iporá foi acionado para recolher o corpo e emitir os laudos que vão comprovar a verdadeira causa da morte do rapaz. A equipe do IML chegou rápido ao local.

Por: Edivaldo do Jornal