Os irmãos Washington Cândido Vieira da Costa, 32, e Romário Cândido Costa, 24, foram presos nesta terça-feira, dia 26, ainda em situação de flagrante, por policiais civis de São Luís de Montes Belos. Ambos são suspeitos de praticarem um furto em uma propriedade rural, localizada próximo ao povoado de Pirraça.

Washington foi o primeiro a ser preso. A equipe de policiais civis, composta pelos agentes Tales, Luís e Atson, o localizou em sua residência, perto do local onde o crime aconteceu. Depois que os agentes encontraram no local a maior parte dos objetos furtados, o suspeito não negou a autoria do crime.

Ele confessou ainda que o seu irmão, além de participar também do furto, ele teria levado para a casa dele o restante dos objetos do furto. Em seguida, os policiais deram voz de prisão à Washington e seguiram rumo à casa de Romário, onde encontraram os demais produtos do furto e prenderam também o segundo suspeito.

A dupla levou do local um colchão novo, um botijão de gás, dois travesseiros, cordas, mangueira, rastelo, edrededom, um colchão inflável, entre outras coisas de menor valor. Valdir Ribeiro, a vítima dos meliantes, conta que eles deixaram para trás produtos de valores consideráveis, como uma moto-serra entre outros objetos que estavam na casa.

Os irmãos Cândido falaram com esta reportagem. Washington contou que serrou o cadeado que estava na porta da residência da vítima e junto com o irmão subtraiu os objetos que foram encontrados pelos policiais na casa dele e do irmão.

Washington, até a data do fato, estava trabalhava numa fazenda vizinha ao local onde o furto. Ele mesmo diz acreditar que será demitido. Romário se diz envergonhado do que fez. “Penso no meu pai, que já morreu. O que ele nos ensinou não foi isso”, disse.

Assim como o irmão, Washington também disse estar arrependido da besteira que fez. “Perdi meu emprego. E agora, como vou fazer com minha família?”, indagou.

Por: Edivaldo do Jornal