Triste notícia. No final da noite desta quinta-feira, 5, por volta de 23 horas, a Polícia Militar foi acionada para averiguar um suposto caso de suicídio que teria ocorrido no centro de São Luís de Montes Belos. Chegando ao local, em uma residência em frente ao Espelho D`água, os policiais constataram a veracidade do fato. Carlos Roberto José Vaz, de apenas 24 anos, foi encontrado pendurado por uma corda ao pescoço e amarrada na maçaneta da porta do próprio quarto.

Carlos Roberto morava com a irmã, a comerciante Maria José Duarte. Ela disse a esta reportagem que ele estava tranquilo e alegre por estar trabalhando em um bar e restaurante, e que estaria assumindo um outro emprego nos próximos dias. Segundo ela, ele não aparentava nenhuma demonstração de que pretendia tirar a própria vida.

Maria José conta ainda que naquele dia, por volta das 13h30, daquele mesmo dia, ela pediu para que Carlos Roberto buscasse alguns objetos em sua casa, e que 4 horas depois, ela muito preocupada, pediu para um amigo para ir ver o que havia acontecido. Que esse amigo foi até à sua residência, porém, quando chegou lá chamou por várias vezes, mas ninguém atendeu.

Horas depois, mais preocupada ainda com o sumiço do amigo, a comerciante pediu ao seu filho e a uma vizinha para que a acompanhassem até à sua casa. Ela conta que encontrou todas as portas fechadas e que seu filho teve que subir no muro da casa vizinha para conseguir entrar na casa através da porta da sacada.

“Quando meu filho entrou na casa, ele foi em direção ao quarto do meu irmão Carlos Roberto e o encontrou pendurado por uma corda na maçaneta da porta”, disse.

A comerciante disse também que Carlos Roberto deixa um filho de 5 anos e que ele estava separado da esposa já há pouco tempo. “Ele tinha vários planos. Um deles era o de trabalhar no Pesque-Pague Pantanal, onde ele iria começar no próximo dia 10. Ele estava muito feliz. Não dá para entender o que se passou na cabeça dele pra ele cometer essa loucura”, disse a comerciante.

Ao que tudo indica a separação da esposa teria sido a motivação do ato desesperado de Carlos Roberto querer tirar a própria vida. O corpo dele foi velado na Funerária LIV e sepultado no Cemitério Parque, de São Luís de Montes Belos. Maria José agradece a todas as pessoas que compareceram ao velório e ao sepultamento em sinal de apoio.

Por: Edivaldo do Jornal / Fotos: Rede social