Tiago Ribeiro Messias, de 31 anos, foi assaltado em casa e foi obrigado a dirigir o carro que estava sendo roubado. PMs só descobriram que ele era a vítima depois da troca de tiros.

O roubo de um veículo terminou em perseguição, troca de tiros, e deixou o saldo de um bandido e um refém mortos em Senador Canedo, na Região Metropolitana de Goiânia, na noite deste sábado (25). O caso já está sendo investigado pela Corregedoria da Polícia Militar.

Segundo a ocorrência registrada pela PM, pouco antes das 19 horas de ontem, militares do Grupo de Patrulhamento Tático (GPT) foram informados, via rádio, que um veículo Gol, roubado na Vila Galvão, estava sendo acompanhado por uma equipe área no Centro de Senador Canedo. No cruzamento das Avenidas Dom Emanuel e Progresso, o carro, que de acordo com a PM seguia em alta velocidade, foi cercado pela equipe do GPT.

Ao desembarcarem, os policiais teriam sido recebidos a tiros, ocasião em que revidaram, e balearam os dois ocupantes do carro. O suspeito, que conforme com a PM estava no banco do carona armado com uma pistola calibre ponto 40 com numeração raspada, morreu na hora. Já o auxiliar de produção Tiago Ribeiro Messias, de 31 anos, que dirigia o veículo, foi socorrido pelos Bombeiros, e encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos, e morreu minutos depois.

Só então a PM descobriu que Tiago era a vítima do roubo, e teria sido obrigado pelo assaltante a dirigir o veículo. Como não portava nenhum tipo de documentação pessoal, o criminoso que também morreu no confronto ainda não foi identificado, mas a suspeita é de que ele seja menor de idade.

Os policiais envolvidos na ocorrência se apresentaram na Polícia Civil, e posteriormente na Corregedoria da PM. “Como toda ocorrência que envolve confronto e morte, esse caso também já gerou um Inquérito Policial Militar, e agora cabe à Corregedoria apurar o que de fato aconteceu”, relatou o tenente coronel Marcelo Granja, Assessor de Comunicação Social da PM.

Vítima

Segundo informações de Paulo Sérgio Cunha de Lima, amigo da vítima, Tiago foi assaltado dentro da própria casa pelo mesmo criminoso que havia roubado o carro de outro amigo da família no dia anterior. “Na sexta-feira, a esposa do Tiago estava na chácara de um amigo da família e presenciou o roubo. O carro foi recuperado e devolvido ao homem, mas na tarde de ontem, o mesmo rapaz apareceu na casa do Thiago levando o carro, que era da empresa que ele trabalhava, com ele dentro”.

Paulo Sérgio contou ainda que o rapaz chegou na casa de Tiago de bicicleta e aparentava ser menor de idade. “Ele estava armado com uma pistola e disse que queria coisas de valor. O rapaz ficou rondando o carro, procurando alguma coisa, depois entrou no veículo, tentou fazer uma manobra e como não conseguiu, obrigou meu amigo a entrar no carro e dirigir. Foi tudo muito rápido, a esposa do Tiago ligou para a polícia, que começou a perseguição ao veículo”, disse.

Fonte: Mais Goiás