A Polícia Civil encontrou na manhã de hoje, quarta-feira, 20, a garotinha Lara Eloá Pereira de Andrade, de 10 anos, que estava desaparecida deste segunda-feira, 18. De acordo com informações da Polícia Civil de Caiapônia, a criança estava em uma propriedade rural, no meio de um matagal, em Bom Jardim de Goiás. O autor do crime está preso na delegacia de Polícia Civil de Caiapônia.

De acordo com o tenente Dayan Gomes, que também estava empenhado nas buscas, a criança foi encontrada bastante debilitada e chamava pela mãe a todo momento. Ela estava no interior de uma mata fechada, de difícil acesso. Lara foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) de Iporá, onde passará por exames e, posteriormente, será encaminhada para um psicólogo.

O autor do sequestro Ezequiel Severino Mendonça, (foto ao lado), tem várias passagens por vários crimes, inclusive pelo estupro da própria filha. Segundo a Polícia Civil, antes do sequestro, o autor teria trabalhado na casa da família Lara Eloá, em uma obra.

Uma testemunha disse à Polícia Civil que viu a criança dentro de um veículo. Desde o desaparecimento os familiares estavam em desespero por informações, já que a investigação da Polícia Civil foi mantida em sigilo.

Durante à prisão, de acordo com o Tenente Dayan, que é comandante do destacamento de Caiapônia, Ezequiel tentou esboçar reação, mas foi contido pelos policiais envolvidos na ação.

Em depoimento, a mãe da menina, que é enfermeira, contou que saiu para trabalhar por volta de 12h30 de segunda-feira (18) e deixou a menina em casa, no Setor Canal. Todas as portas e janelas estavam trancadas. No retorno, por volta de 17h, a mulher não encontrou a garota e procurou a polícia. Não houve arrombamento.

Os trabalhos de buscas por Lara Eloá estavam sob o comando do delegado Marlon Souza Luz, titular de Caiapônia. Nesta terça-feira, 19, o delegado revelou que estava analisando imagens de câmeras de segurança da região para tentar mais pistas sobre o caso. Imagens de um posto de combustível mostravam o suposto momento em que o suspeito parava junto com a menina para abastecer.

Na chegada de Lara Eloá, hoje, na porta da delegacia de Caiapônia ela foi recebida com alívio e muita alegria por familiares e por parte da população que torcia para um desfecho feliz do caso.

 

Por: Edivaldo do Jornal, com informações do Mais Goiás, G1Goiás e Oeste Goiano