Convenção do partido também definiu vice e nomes para o Senado, deputados federais e estaduais; 10 partidos integram a coligação, que pode receber novas legendas.

 

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) confirmou, neste domingo (5), a escolha de José Eliton para disputar a reeleição ao Governo de Goiás nas eleições de 2018. A candidatura do tucano foi lançada em convenção no Ginásio Goiânia Arena, na capital, que contou com a participação de outros 10 partidos. A coligação definiu a ex-secretária de Educação, Raquel Teixeira (PSDB) como vice.

“Política é a política do respeito. Vamos fazer com que Goiás se insira na nova política. Política com oportunidade a todos, não a política dos coronéis, daqueles que acham que governar é mandar. Governar é ouvir, é ter sensibilidade, é saber que nada se faz sozinho. É buscar construir uma agenda que seja síntese do pensamento do povo”, disse José Eliton.

Todos os candidatos oficializados a governador de Goiás

A coligação será composta pelo PSDB, PSBPTBPSDPPSPRSolidariedadePVRedeAvante, podendo contar ainda com o apoio de novos partidos.

A convenção ainda lançou dois candidatos ao senado: o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) e Lúcia Vânia (PSB), além das chapas proporcionais, para deputados estaduais e federais.

Propostas

Ao lado de aliados e dos membros da chapa, José Eliton citou, durante a convenção, algumas propostas que podem integrar o programa de governo da coligação:

-Na área da Saúde Pública, criar o programa “Fila Nunca Mais”

-Apostar na inteligência da Segurança Pública, com ampliação do efetivo e prevenção

-Custear o curso de mestrado para professores da Rede Estadual de Educação

-Construir novos presídios que tenham capacidade de reintegrar à sociedade quem comete crimes

Trajetória

José Eliton é o atual governador do Estado de Goiás, após ocupar a vice-governadoria por 7 anos e 3 meses. É natural de Rio Verde, no sudoeste Goiano, mas cresceu e estudou em Posse, no nordeste goiano. Atuou no Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TER-GO), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e foi um dos juristas da comissão do Senado Federal que elaborou a reformulação do Código Eleitoral Brasileiro.

O tucano foi conselheiro do Instituto Goiano de Direito Eleitoral (Igdel) e integrou as comissões de Direito Político e Eleitoral, bem como de Advogados Publicistas, da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO). Em 2010, foi eleito vice-governador do Estado de Goiás, sendo reeleito em 2014.

Além de vice-governador, José Eliton acumulou as funções de presidente da Companhia Energética de Goiás (Celg-Par), em 2011, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação, em 2015, e secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária por quase dois anos, até 2017.

Fonte: G!/Goiás