No final da manhã deste domingo, 23, mais um crime contra a vida é registrado em São Luís de Montes Belos. Desta vez a vítima foi o jovem Gabriel Pereira de Souza, de apenas 21 anos, (foto), que foi alvejado por três disparos de uma arma de fogo, que até o momento não teve o calibre revelado. O suspeito de cometer o crime é Carlos Henrique Inácio dos Santos, 24, foto abaixo.

 

As cenas de violência foram presenciadas pela família da vítima, que viveu momentos de terror ao ver jovem sendo baleado próximo da própria residência. Em depoimento aos policiais que atenderam a ocorrência, a esposa de Gabriel relatou que um rapaz chegou em seu portão chamando o seu esposo e que quando ele saiu para fora surgiu o autor dos disparos em uma motocicleta de cor preta.

 

Segundo Cristiane Nogueira de Souza, mãe de Gabriel, o suspeito apareceu depois que um possível comparsa chamou o seu filho no portão, e do nada ele começou a atirar. De acordo ela, foram vários disparos sendo que alguns acertaram a vítima na face, no pescoço e em um dos braços.

 

“Depois que o meu filho foi baleado ele voltou para casa, todo ensanguentado, me abraçou e me pediu para não deixar ele morrer. Daí para frente eu não me lembro de mais nada”, conta a mãe, toda abalada.

 

O Corpo de Bombeiros foi acionado e uma de suas unidades chegou rápido ao local. Após prestar ali mesmo os primeiros socorros, a unidade de resgate levou Gabriel para o Hospital Municipal, onde foi prontamente atendido pelo médico Dr. Abdalah Abdel Cader.

 

Segundo o médico, Gabriel foi encaminhado para Goiânia, numa situação estável, sem risco de morte, porém tendo que passar por novas avaliações. Ele está sendo submetido a uma bateria de exames.

 

A Polícia Militar registrou a ocorrência e depois de localizar dois projéteis deflagrados nas proximidades da porta da residência da vítima, realizou diligências por toda a região, porém não logrou êxito na prisão do suspeito.

 

A família de Gabriel acredita que a motivação do crime possa ter relação com uma briga ocorrida entre ele e o criminoso recentemente. A mãe não crer em outra hipótese.

 

Esta matéria será atualizada a qualquer momento.

 

Por: Edivaldo do Jornal