Após ser identificado por exame de DNA, homem é preso suspeito de matar namorada a pauladas, em Anápolis

[post-views]

Crime aconteceu em 24 de fevereiro. Segundo delegado, vítima era prostituta e tinha um relacionamento conturbado com suspeito.

A Polícia Civil prendeu, na quinta-feira (1º), um homem de 33 anos suspeito de matar a namorada a pauladas em uma casa abandonada na região de motéis em Anápolis, a 55 km de Goiânia. O crime aconteceu em 24 de fevereiro deste ano. Um exame constatou que havia DNA da vítima nas mãos do suspeito.

Como o nome do preso não foi divulgado pela corporação, o G1 não conseguiu identificar se ele apresentou defesa.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima, identificada como Josilene Maria Carneiro e conhecida como Jô, era prostituta e mantinha, há três anos, um relacionamento conturbado com o suspeito, com histórico de agressões. Ainda segundo a polícia, tanto ela quanto o namorado eram usuários de crack.

No dia em que o corpo de Josilene foi encontrado, com várias lesões na cabeça, o suspeito chegou a ser interrogado, devido ao relacionamento violento que mantinha com a vítima. Na ocasião, ele disse que estava fora da cidade há 20 dias, que tinha acabado de retornar a Anápolis, e que não tinha tido qualquer contato com a namorada.

O material biológico dele foi colhido na data, das roupas e das mãos, e, em seguida, o homem foi liberado, pois não havia, naquele momento, nada que o vinculasse ao crime.

Segundo o delegado Wlisses Valentim, responsável pela investigação, o resultado do exame de DNA ficou pronto recentemente, por isso, só agora foi possível prender o suspeito.

O homem, que já possuía passagens por furto, vai responder por feminicídio. Ele está detido no presídio de Anápolis.

Fonte: G1/Goiás.

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar