X

São Luis de Montes Belos 14 de Dezembro de 2018 - Total de Acessos 8101611

A governadores eleitos, Bolsonaro defende aprovação de medidas 'um pouco amargas' no Congresso

Visualizações: 52

A governadores eleitos, Bolsonaro defende aprovação de medidas 'um pouco amargas' no Congresso

Presidente eleito disse que sua equipe está terminando de preparar reformas para apresentar ao Congresso. Para ele, momento é de união, independentemente de afinidades partidárias.

 

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, defendeu nesta quarta-feira (14), em encontro com governadores eleitos em Brasília, a aprovação de medidas "um pouco amargas" no Congresso.

 

Em um discurso no fim do evento, Bolsonaro disse que a União e os estados vivem momento de dificuldade e que a equipe econômica de seu governo está concluindo propostas de reformas que devem ser apresentadas ao Congresso. Ele não citou especificamente a quais reformas se referia.

 

"As reformas passam pela Câmara e pelo Senado e nós pedimos neste momento, os senhores têm realmente a perfeita noção do que tem que ser feito. Algumas medidas são um pouco amargas, mas nós não podemos tangenciar com a possibilidade de nos transformarmos naquilo que a Grécia passou, por exemplo", afirmou Bolsonaro.

 

Ele lembrou que tem pedido ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a aprovação de medidas do interesse do próximo governo ainda neste ano. Eunício também estava presente no encontro com os governadores.

 

"Temos que aprovar reformas, que estão sendo ultimadas pela minha equipe econômica. Já temos pedido aos presidentes da Câmara e do Senado determinadas matérias. Termos de buscar soluções, não apenas econômicas. Se conseguirmos diminuir a temperatura da insegurança no Brasil, a economia começa a fluir", completou o presidente eleito.

 

União

Bolsonaro disse ainda que o momento pede união entre os governantes, independentemente de afinidades partidárias.

 

"Temos de fazer política diferente do que fizemos. Não teremos outra oportunidade de mudar o Brasil. Temos de dar certo, trabalhar unidos, irmanados nesse propósito, independente de política partidária", afirmou.

 

No discurso, Bolsonaro afirmou que deseja “dividir” os desafios com os governadores eleitos e que fará o possível para auxiliar os estados, mesmo que o governador seja de partido de oposição, como o PT.

 

“Faremos todo o possível para atendê-los, independente de coloração político-partidária.

Não interessa se o colega é governador do PT, ou de outro partido qualquer, como o DEM ou o meu PSL”, declarou o presidente.

 

Fonte: G1

 

×
Aqui o Povo Fala
(64) 9695-1676
Jornal A Voz do Povo
(64) 3671-3413

Aqui o povo fala envie sua mensagem/notícia.