X

São Luis de Montes Belos 13 de Dezembro de 2019 - Total de Acessos 8906078

Araguaia tem uma morte pelo vírus H1N1 e SES pede atenção redobrada dos municípios

Visualizações: 537

Araguaia tem uma morte pelo vírus H1N1 e SES pede atenção redobrada dos municípios

O quinto caso de H1N1 (influenza) em Mato Grosso aconteceu na cidade de Água Boa e infelizmente evoluiu para óbito

 

Duas mortes causadas por influenza foram confirmadas em Mato Grosso e um dos casos na região Vale do Araguaia na cidade de Água Boa. Conforme o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES), até o momento foram diagnosticados 5 casos de H1N1. Este óbito de Água Boa e outro de influenza B em que o paciente também veio a óbito em Cuiabá. Mais seis mortes foram causadas por Síndrome Respiratória Aguda  Grave (SRAG), enquanto sete óbitos estão sob investigação.


Ao todo, foram hospitalizados 121 casos de SRAG, 29 foram descartados e 87 estão sob investigações. Dos 5 casos confirmados de H1N1, dois foram registrados em Água Boa, um em Canarana, um em Sorriso e um em Cuiabá. Nenhum caso de H3N2 foi confirmado até o momento.

Paralelo ao cenário de notificações e mortes, está acontecendo a campanha nacional de vacinação contra a influenza, que encerra na próxima sexta-feira (31). De acordo com o vacinômetro do Ministério da Saúde (MS), até a tarde de ontem (24), Estado havia imunizado 74,40% do público-alvo. SES emitiu alerta à população, já que a meta estabelecida pelo MS é de 90%. Dois grupos prioritários que conseguiram atingir a meta em Mato Grosso, foram os funcionários do sistema prisional (140,33%) e as puérperas (90,93%). Piores índices continuam com os servidores da segurança pública (38,84%) e os indígenas (58,70%).


De acordo com a Vigilância Epidemiológica, até o dia 20 de maio, os municípios com a pior cobertura são, Alto Boa Vista com 12,29%, Colniza com 22, 53% e Nova Canaã do Norte com 29,62%. Já os três municípios com melhores coberturas são, Tapurah com 105,02%, Ponte Branca com 103,03% e São Pedro da Cipa com 100,98%.


O índice de cobertura vacinal em todo o Estado, que abrange 141 municípios, representa a aplicação de 639.947 doses da vacina contra a gripe influenza, de um total de 859.343 pessoas que compõem os grupos alvos da campanha.


Infectologista Zamara Brandão salienta a importância da imunização, pois uma dose previne os três tipos de influenzas (Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B). “A vacina evita até 50% as chances de uma pessoa ser hospitalizada por pneumonia e pode evitar até 75% das mortes por complicações oriundas do vírus”.


A especialista enfatiza que pessoas com alergia a ovo não devem tomar a dose, já que a vacina é contraindicada nestes casos. “A imunização é rápida e pode ser realizada em qualquer posto de saúde da família. Após a aplicação, pode surgir dor no local da injeção, porém, não é comum demais efeitos colaterais”.

 

Fonte: Araguaia Notícias

×
Aqui o Povo Fala
(64) 9695-1676
Jornal A Voz do Povo
(64) 3671-3413

Aqui o povo fala envie sua mensagem/notícia.