X

Meu Teleguia APP

São Luis de Montes Belos 24 de Julho de 2019 - Total de Acessos 8586357

Bueiro da GO-060: Governo paralisa obras de desvio, prefeitos não aceitam e retomam os serviços

Visualizações: 824

Bueiro da GO-060: Governo paralisa obras de desvio, prefeitos não aceitam e retomam os serviços

No final da manhã desse sábado, 16, o pessoal envolvido na construção de um desvio ao lado do bueiro de rodou com as últimas chuvas, na Rodovia GO-060, entre o trevo que dá acesso a Fazenda Nova e Israelândia, foi pego de surpresa pela Polícia Militar Rodoviária Estadual determinando que interrompessem as obras naquele momento.

 

Homens e máquinas de várias prefeituras da região estavam no local, em regime de mutirão, empenhados em oferecer uma opção de passagem a quem passa pela rodovia. Segundo informações de alguns prefeitos, a ordem para que as obras parassem foi dada pelo Governo do Estado, através da Goinfra.

 

Um engenheiro da empresa atestou que as manilhas utilizadas na obra e a engenharia não seriam adequadas aos serviços realizados e que o desvio poderia rodar também com outras chuvas podendo até se formar trombas d`água e comprometer até mesmo a rodovia. O juiz da comarca de Israelândia, Dr. Marcos Boechart, que em decisão obrigou o Estado a resolver o problema da queda do bueiro, também comentou a decisão de paralisar as obras do desvio.

 

Numa conversa com o comandante do 2º Batalhão Rodoviário Militar, Tenente Coronel Nilson, o magistrado ponderou quanto a decisão dos engenheiros da Goinfra, deixando claro que o mais importa é o aspecto da segurança. Confira na íntegra a fala do juiz.

 

“Coronel Nilson, é o doutor Marcos Boechart, juiz de Israelândia, estou lhe mandando essa mensagem aqui para o senhor poder mostra-la para quem quer que for ai na rodovia, e diante da informação que o senhor me passou, de que segundo o engenheiro da Goinfra, fazer o desvio com as manilhas no córrego não é seguro, porque pode vir uma tromba d’água e desabar a estrutura. Então fica suspenso. Eu prefiro que abortem esse desvio ou façam a ponte sobre o córrego no desvio da forma como o engenheiro da Goinfra orientar, mesmo que leve alguns dias para ser feito o serviço. Isso porque a responsabilidade pelo reparo da rodovia é da Goinfra, indiretamente do Estado de Goiás, então eles que tem que resolver essa situação. Como eu falei com os prefeitos na reunião ontem, eu não estava nem autorizando nem proibindo fazer o desvio, como cidadão eu prefiro que faça o desvio, mas tem que ser feito de uma forma que garanta a segurança do trânsito. Se o engenheiro da Goinfra está dizendo que o desvio da forma como foi proposto não é seguro, então é melhor que seja feito de uma forma segura. A final de contas a responsabilidade é da Goinfra, é do governo do Estado. E as prefeituras se fizeram o serviço e ficar inseguro, causando acidentes de trânsito, estarão assumindo uma responsabilidade sobre esse acidente. Então é melhor aguardar um pouco mais. Eu sei que a situação é difícil, a população precisa desse desvio, mas tem que ser feito de uma forma que seja seguro, não adianta fazer as pressas e depois causar uma situação de insegurança no trânsito. Ok?”, disse o juiz, que nos autorizou a publicar a sua fala.

 

No sábado, quando policiais militares rodoviários chegaram ao local e determinaram a paralisação das obras, o clima ficou tenso. Todos queriam entender a decisão do governo, que dias antes havia pedido o apoio das prefeituras para a realização dos serviços e de repente manda parar tudo, deixando todos indignados. Os maquinários e trabalhadores foram recolhidos aos seus municípios.

 

Coincidentemente, estava na região, em visita às suas bases, o senador Vanderlan Cardoso. Ele chegou no local no momento em que a Polícia Militar Rodoviária executava a ordem recebida. O senador voltou à Israelândia e por meia hora conversou com o governador Ronaldo Caiado e o convenceu a voltar atrás.

 

No entanto, as obras só foram retomadas nesta segunda-feira, 18, porque a prefeita de Israelândia Miriã Dantas assinou com a Goinfra um termo de responsabilidade garantindo a qualidade das obras do desviou e assumindo quaisquer problemas futuros relacionados à sua construção.

 

O desvio deve ficar pronto no início desta terça-feira, 19, mas não será liberado para o tráfego de veículos ainda. A liberação da passagem será feita após a instalação de placas de sinalização nas imediações. As placas estão sendo confeccionadas em Goiânia. A prefeita Miriã Dantas acredita que até quarta-feira, 21, o trecho estará totalmente liberado.

 

Por: Edivaldo do Jornal / Fotos: Redes Sociais

×
Aqui o Povo Fala
(64) 9695-1676
Jornal A Voz do Povo
(64) 3671-3413

Aqui o povo fala envie sua mensagem/notícia.