X

São Luis de Montes Belos 20 de Novembro de 2019 - Total de Acessos 8852566

Comandante da Guarda Civil Municipal de Planaltina é preso suspeito vender motos apreendidas pela corporação

Visualizações: 604

Comandante da Guarda Civil Municipal de Planaltina é preso suspeito vender motos apreendidas pela corporação

Segundo a polícia, Francisco Sousa liberava os veículos para pessoas que não eram as verdadeiras donas mediante recebimento do dinheiro. Ele negou as acusações.

 

O comandante da Guarda Civil Municipal de Planaltina, no Entorno do DF, foi preso, nesta terça-feira (13), suspeito de peculato. Na prática, segundo a Polícia Civil, Francisco Jesser Sousa, de 46 anos, vendia motos apreendidas durante operações do órgão po rum valor menor que o de mercado e ficava com o dinheiro.

 

Em depoimento, ele negou o crime. À TV Anhanguera, o advogado dele, Benedito Rocha, informou que ele é inocente.

 

Em nota enviada à TV Anhanguera, a Prefeitura de Planaltina disse que foi "pega de surpresa" com o que aconteceu e que está apurando o caso (veja na íntegra ao final do texto).

 

De acordo com o delegado Bruno Ramos, responsável pelo caso, o suspeito foi detido em cumprimento a um mandado de prisão preventiva logo após a cerimônia de posse do prefeito Eles Reis (PTC), eleito em eleição suplementar no mês passado.

 

O delegado disse que ainda está sendo levantando há quanto tempo ele agia e quanto teria faturado ou há quando tempo agia. Ele explica como funcionava o esquema.

 

"O veículo era apreendido por estar com problemas no documento ou com multas em aberto, por exemplo. Depois, ele liberava a moto para pessoas que não eram as proprietárias mediante o pagamento de determinado valor. Era como se ele estivesse vendendo o bem por um valor bem menor", explica Sousa ao G1.

 

O responsável pelo caso informou ainda que o comandante dava uma falsa quitação das pendências financeiras, como se ele estivesse regularizado. Em um dos casos, um moto no valor de R$ 9 mil foi liberada após o suspeito receber R$ 2 mil.

 

Quando o real dono do veículo ia pagar para retirá-lo, era surpreendido com a notícia de que o mesmo havia sido furtado do pátio onde estava apreendido.

 

O delegado informou que, em seu depoimento, o guarda disse apenas que "agia dentro da legalidade".

 

Além da detenção por peculato, ele também responderá por posse ilegal de arma, uma vez que um revólver sem documentação foi encontrado na casa de sua mãe durante cumprimento de mandado de busca e apreensão.

 

Se condenado pelos crimes, ele pode pegar uma pena que varia de 3 a 15 anos.

 

Nota da Prefeitura de Planaltina:

A Prefeitura de Planaltina informa que a atual gestão como dito na matéria, assumiu hoje, e foi pega de surpresa com os fatos.

Todavia, a administração aguarda maiores esclarecimentos junto a Polícia Civil uma vez que o comandante foi preso de forma preventiva. Somado a isso, será aberto um PAD (Processo Administrativo Disciplinar) via Procuradoria do município, onde será avaliado a conduta do servidor e assim tomar as devidas ações de forma legal e justa ao que for apurado.

 

Fonte: G1/Goiás

×
Aqui o Povo Fala
(64) 9695-1676
Jornal A Voz do Povo
(64) 3671-3413

Aqui o povo fala envie sua mensagem/notícia.