X

São Luis de Montes Belos 14 de Dezembro de 2018 - Total de Acessos 8101488

Conheça os sinais e sintomas de triglicerídeos altos

Visualizações: 97

Conheça os sinais e sintomas de triglicerídeos altos

Os triglicerídeos altos normalmente não provocam sintomas, causando prejuízos ao corpo de forma silenciosa, não sendo incomum se manifestar através de complicações mais graves como pancreatite.

 

No entanto, em algumas pessoas, existem alguns sinais que podem indicar a presença de triglicerídeos altos, como:

 

  • Pequenas bolsas brancas na pele, especialmente próximo aos olhos, cotovelos ou dedos, chamadas cientificamente de xantelasma;

 

  • Acúmulo de gordura na região da barriga e em outras regiões do corpo;

 

  • Aparecimento de manchas brancas na retina, que é detectável através de um exame ao olho.

 

Os triglicéridos são partículas de gordura presentes no sangue, por isso é frequente que esteja elevado em conjunto com os valores de colesterol. Estas alterações devem ser identificadas o quanto antes, através da consulta com o médico, e seu tratamento deve ser feito o mais breve possível, de forma a se evitar complicações graves, como aterosclerose, pancreatite ou esteatose hepática, por exemplo. 

 

O valor normal dos triglicerídeos é até 150mg/dl. Se eles estiverem acima de 200mg/dl o nível é considerado perigoso e requer acompanhamento de um médico e de um nutricionista para adequar a dieta, por exemplo.

 

O que fazer em caso de triglicerídeos altos

No caso de triglicerídeos altos é recomendado fazer atividade física regularmente, como caminhar, correr ou nadar, pelo menos 3 a 4 vezes por semana durante 30 minutos.

 

Porém, nos casos mais graves, em que não é possível baixar os níveis de triglicerídeos no sangue apenas com exercício físico e alimentação, o médico pode receitar alguns medicamentos como Genfibrozila ou Fenofibrato, por exemplo. Além disso, esse composto também pode causar o aumento do colesterol VLDL, que é responsável pelo aumento das chances de desenvolver aterosclerose.

 

Como reduzir os triglicerídeos altos na gravidez

 

Para baixar os níveis de triglicerídeos na gravidez é preciso realizar atividades físicas e seguir uma dieta adequada de acordo com a orientação de um nutricionista. O uso de medicamentos para reduzir a concentração de triglicerídeos é contra-indicado durante a gestação, pois pode interferir no desenvolvimento do bebê.

 

Durante a gravidez é normal que a concentração de triglicerídeos aumente devido às alterações hormonais que acontecem no organismo da mulher. No entanto, mesmo que seja normal, é importante ter atenção aos seus níveis, pois concentrações muito elevadas podem representar risco para a mãe e para o bebê.

 

Como baixar o triglicerídeo na gravidez

Alguns passos simples e importantes para baixar os triglicerídeos são:

 

  1. Diminuir as gorduras na alimentação, como azeite, óleo, manteiga, queijo ou carne gordurosa.
  2. Eliminar as bebidas alcoólicas.
  3. Reduzir os doces, como bolos, geleias, leite condensado ou bolachas recheadas.
  4. Comer peixes, como salmão ou pescada, pelo menos 3 vezes por semana.
  5. Comer frutas e legumes 5 vezes por dia.
  6. Beber 1,5 a 2 litros de água por dia.
  7. Praticar uma atividade física todos os dias, como caminhar, de preferência com acompanhamento profissional.

Essas atitudes ajudam a diminuir os níveis de colesterol circulantes no sangue, mantendo a mãe e o filho saudáveis. Apesar da dieta parecer restrita, é possível ter uma alimentação adequada para diminuir os níveis de triglicerídeo e fornecer a quantidade de nutrientes necessários para o desenvolvimento do bebê. Saiba como é feita a dieta para triglicerídeos.

 

O uso de medicamentos para diminuir o colesterol é contra-indicado na gravidez devido à possíveis efeitos relacionados ao desenvolvimento do bebê.

 

Riscos de triglicerídeos altos

Apesar de ser normal haver aumento nos níveis de triglicerídeos e colesterol total durante a gestação, é importante que haja controle. Pois quando os níveis são muito elevados, pode haver não só acúmulo de gordura nos vasos da mãe como também do bebê, o que pode fazer com que nasça já com problemas cardíacos, por exemplo.

Outros riscos de triglicerídeos altos na gravidez são:

  • Aterosclerose;
  • Pancreatite;
  • Esteatose hepática;
  • Derrame cerebral (AVC);
  • Isquemia cerebral.

 

Normalmente, todos estes risco podem ser diminuídos quando a taxa de triglicerídeos no sangue encontra-se baixa ou dentro dos limites ideais. Saiba mais sobre os triglicerídeos altos.

 

Além disso, também é importante consultar um nutricionista para iniciar uma dieta equilibrada e pobre em gorduras, bebidas alcoólicas e açúcar.

Veja fotos em Conheça os sinais e sintomas de triglicerídeos altos

×
Aqui o Povo Fala
(64) 9695-1676
Jornal A Voz do Povo
(64) 3671-3413

Aqui o povo fala envie sua mensagem/notícia.