X

São Luis de Montes Belos 21 de Fevereiro de 2020 - Total de Acessos 9067814

Deputado professor Alcides é demitido do magistério por “transgressão disciplinar”

Visualizações: 83

Deputado professor Alcides é demitido do magistério por “transgressão disciplinar”

Abandono do cargo teria somado 31 dias em 16 de novembro de 2014; político recebeu, pela última vez, segundo portal da transparência, em março de 2015

 

Foi publicado, no Diário Oficial do Estado, uma demissão ao servidor Alcides Ribeiro Filho, o deputado federal professor Alcides (Progressista), “pela prática de transgressão disciplinar tipificada no artigo 157, LVI [da Lei Estadual nº 13.909/2001], consubstanciada no abandono do cargo de professor, configurado na data de 16/11/2014 (trigésimo primeiro dia após a interrupção do exercício)”. Conforme consta no portal da transparência de Goiás, o político recebeu até março de 2015. O valor líquido do último pagamento foi de R$ 2.033,77.

 

“Constitui transgressão disciplinar: abandonar, sem justa causa, o exercício do magistério”, prevê o artigo 157, inciso LVI. Ainda conforme o Diário Oficial, “a aplicação da penalidade de demissão acarreta a inabilitação do servidor apenado para nova investidura em cargo, função, mandato ou emprego público estadual pelo prazo de dez anos”.

 

Por meio de nota, o professor afirmou que a decisão será contestada, pois “me encontro afastado por justa causa das minhas atividades em sala de aula, sem remuneração, caso que não configura abandono de emprego”. E mais: “Informo que entrei com pedido de aposentadoria ainda em 2015, quando completei 45 anos de serviço prestado ao Estado, direito que ainda não me foi concedido por motivos alheios ao meu conhecimento”.

 

Fonte: Mais Goiás

×
Aqui o Povo Fala
(64) 9695-1676
Jornal A Voz do Povo
(64) 3671-3413

Aqui o povo fala envie sua mensagem/notícia.