X

São Luis de Montes Belos 16 de Outubro de 2019 - Total de Acessos 8775328

São Luís: Para GPT, bar em frente à UEG era ponto de venda de drogas e o dono é preso

Visualizações: 2244

São Luís: Para GPT, bar em frente à UEG era ponto de venda de drogas e o dono é preso

É notório que o tráfico de drogas assola o Brasil. Em algumas regiões do país cresce mais, mas até nas pequenas cidades a presença de traficantes é notada e seus efeitos são sentidos por todas as famílias, independentemente da classe social. Em São Luís de Montes Belos não é diferente. As Polícias Civil e Militar têm atuado incessantemente no combate a esse crime, mas o resultado ainda está a quem do a sociedades espeta.

 

Dificilmente em uma semana a Polícia Militar, assim como a Polícia Civil, não registram uma ou mais ocorrência envolvendo o tráfico ou consumo de drogas em São Luís de Montes Belos. No final da noite do dia 20 de setembro, por volta de meia noite, ao passar pelas imediações do Universidade de Goiás – UEG -, os policiais do GPT sentiram um forte odor de maconha vindo de um grupo de pessoas, que estavam na porta de um bar.

 

Diante da situação de suspeição, os policiais abordaram todos dentro do padrão POP. Durante a abordagem, seguida de busca pessoal, foi encontrada uma porção de maconha com Márcio Henrique Sobrinho, dono do bar. Levando em conta várias denúncias anônimas de que o local era tido como uma boca de fumo, foi realizada uma revista minuciosa no interior do mesmo.

 

No local os policiais encontraram mais drogas e dinheiro, em notas de pequeno valor. Foram encontradas em diversos lugares porções de maconha. Debaixo de uma pia inúmeras embalagens de drogas sintéticas, foram localizadas. Segundo a Polícia Militar, o suspeito teria afirmado que tudo seria comercializado no seu bar, posteriormente.

 

Na tarde do dia 16 de setembro, por volta das 16 horas, também em patrulhamento de rotina pela cidade, a mesma equipe do GPT se deparou com o casal Welington Alves da Silva e Uelda Floriano Filho, ambos de 21 anos de idade, em atitude suspeita, no momento em que viram os policiais jogaram no chão um objeto semelhante a maconha.

 

Durante a abordagem e busca pessoal, os policiais encontraram a droga. Diante da situação, em seguida, na residência do suspeito a equipe policial encontrou mais porções do mesmo entorpecente e uma quantidade de cocaína. Com Uelda, além do forte cheiro de maconha, os policiais encontraram dinheiro, em várias cédulas de menor valor. A suspeita não conveceu a polícia sobre a origem do dinheiro.

 

Nos dois casos, os presos foram encaminhados ao Hospital Municipal, para exames de praxe e, em seguida, foram entregues ao delegado Dr. Tiago Junqueira, que os indiciou nos Artigos das Leis pertinentes aos crimes cometidos. Se não tiverem sido liberados em audiência de custódia, os suspeitos ainda devem estar no presídio local à disposição do Poder Judiciário.

 

Por: Edivaldo do Jornal, com informações da Polícia Militar

×
Aqui o Povo Fala
(64) 9695-1676
Jornal A Voz do Povo
(64) 3671-3413

Aqui o povo fala envie sua mensagem/notícia.