Assassino de Turvânia é preso em Itaberaí por policiais militares e civis, na casa de familiares

Anderson Roney, 24, (Vulgo Pará), autor do assassinato que chocou a população de Turvânia, ocorrido na madrugada da última segunda-feira, 3, foi preso no final da manhã de terça-feira, 4, na cidade de Itaberaí, numa ação conjunta entre as Polícias, Militar (43º BPM e 34º BPM) e Civil. O foragido estava escondido na casa de familiares.

Anderson matou a golpes de canivete o auxiliar de serviços gerais Marcos Gabriel, também de 24 anos, depois de passarem o dia de domingo juntos, bebendo e comemorando o aniversário de um amigo em comum. Depois do crime Anderson se evadiu da cidade tomando rumo incerto.

Desde então teve início uma busca incessante e uma varredura em toda a região pela Polícia Militar e Polícia Civil, com o objetivo de prender o criminoso.

Após reunir fortes evidências que apontavam a autoria do crime, o Delegado de Polícia Civil, Dr. Thiago Junqueira, representou pela prisão preventiva de Anderson Roney, e a juíza da Comarca de Turvânia expediu o respectivo mandado de prisão.

“Graças às diligências realizadas pela Polícia Civil e Policia Militar, verificou-se que o suspeito havia se evadido da cidade de Turvânia e estava escondido na cidade de Itaberaí-GO. As informações produzidas foram repassadas aos policiais do 34° BPM, que localizaram e efetuaram a prisão do autor, o qual foi transferido para o presídio de São Luís de Montes Belos, onde permanece à disposição da Justiça”, frisa Ten. Cel. Sandro Mendonça, comandante do 43º BPM, de São Luís de Montes Belos.

“Pará” confessou o crime e relatou que não sabe nem quantas canivetadas havia desferido na vítima”, relata Mendonça. Para Sandro Mendonça as ações e integração das forças de segurança (Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Científica), bem como o apoio da comunidade, tem sido fundamental para o combate à criminalidade e a segurança pública da nossa região.

O delegado Dr. Tiago Junqueira também falou com esta reportagem. Ele detalhou como foi a prisão do assassino e contou ainda como o crime aconteceu. Ouça abaixo a fala de Junqueira.

Por: Edivaldo do Jornal, com informações da PM e PC

PROPAGANDA

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on email