Caso de violência doméstica, em São Luís de Montes Belos, termina com a morte do agressor

[post-views]

No início da madrugada desta sexta-feira, 21, a Polícia Militar de São Luís de Montes Belos foi acionada por uma mulher, identificada por G., moradora do Jardim Amendoeiras, relatando que estava sendo agredida fisicamente pelo esposo, Wilton Francisco de Souza.

Quando a equipe policial chegou ao local, a vítima estava esperando pelo socorro do lado de fora da residência. Questionada sobre o que havia acontecido, G. disse que momentos antes ela e o marido estavam consumindo bebidas alcoólicas, tranquilos e que de repente, em fúria, ele começou agredi-la com tapas e socos e em seguida tentou matá-la com uma foice, deixando-a lesionada.

Wilton, que era usuário de drogas, observava de perto a conversa da esposa com os policiais e teria afirmado que a versão dela não era verdadeira. Diante da situação, a equipe policial deu voz de prisão ao agressor pelo crime de Violência Doméstica. No momento em que seria submetido a uma busca pessoal, Wilton se recusou afirmando que os policias não colocariam as mãos nele.

Diante da reação agressiva do autor, os policiais decidiram por algemá-lo, foi quando a situação piorou. Mesmo visivelmente embriagado ou sob efeito de entorpecentes, após ter o primeiro braço algemado, Wilton teria resistido à prisão e começado a agredir os policias com tapas e socos.

Relata os policiais que não satisfeito com as agressões físicas, o suspeito também lançou sobre eles objetos e em seguida teria pegado uma alavanca de ferro seguindo na direção da equipe demonstrando a intenção de agredi-la, momento em que o comandante do serviço disse a ele para deixar o objeto de ferro no chão, ele teria recusado e insistido com a intenção de agredir os policiais.

Diante da situação tensa que se transformou o que era para ser uma simples ocorrência de violência doméstica, o pior aconteceu. Numa reação de instinto de defesa da integridade física da equipe, um dos policiais foi obrigado a utilizar a sua arma de fogo.

O primeiro disparo, de acordo com o relato dos policiais, foi na direção do chão, com a intenção de intimidar o agressor a fazê-lo desistir do intento furioso. Quando o autor percebeu que o outro policial havia ido à viatura solicitar apoio, ele pegou parte de uma mesa e uma churrasqueira de ferro e teria lançado sobre a equipe.

O clima se fechou mais ainda quando Wilton, num excesso ainda maior de fúria, teria pegado uma faca e atentado contra a vida dos policiais. Não restando outra alternativa para cessar o ataque, um dos policiais disparou por duas vezes contra o agressor, que veio a óbito no local.

A versão dos policiais foi confirmada na íntegra pela própria vítima. Em um vídeo, G. relata em detalhes como tudo aconteceu. Segundo ela, não fosse a ação dos policiais militares ela teria sido morta pelo marido. Veja o vídeo abaixo.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e chegou rápido ao local, mas não pôde fazer muita coisa, o autor já estava sem vida. A perícia no local realizada pela Polícia Científica e o corpo recolhido pelo IML de São Luís de Montes Belos.

Wilton Francisco de Souza, segundo a esposa, trabalhava fazendo bico. Ele possuía várias passagens pelas polícias.

Por: Edivaldo do Jornal

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar