Com duas mortes sob suspeita e as autoridades em alerta, Aurilândia enfrenta crise provocada pela Dengue

[post-views]

A cidade de Aurilândia passa por um momento crítico em relação à quantidade de casos de Dengue, notificados e confirmados recentemente. Para intensificar o enfrentamento da crise a Secretaria Municipal de Saúde determinou a abertura de uma Unidade Básica de Saúde (USB) durante os finais de semana para atender à crescente demanda.

Circula nas redes sociais a informação que uma morte por Dengue e uma outra sob suspeita haviam sido registradas. Em nota, a Secretária Municipal de Saúde Maria Eugilene da Costa Amorim, “Leninha”, confirma a grave situação, enumera as ações que tem desenvolvido para combater o mosquito Aedes Aegypt, causador do problema, mas nega que houve uma morte causada pela doença. Confira abaixo.

“Realmente estamos enfrentando um surto de dengue, mas estamos trabalhando diuturnamente pra sanar esse problema. Já realizamos um manejo ambiental no fim do ano passado, na semana passada fizemos outro, que envolveu profissionais da Regional de Saúde, nossos técnicos e também contratamos trabalhadores para ajudar nesse manejo.

 

Estamos fazendo atendimento médico no final de semana pra atender essa demanda, disponibilizando todos os exames e medicamentos, fazendo trabalho na escola, propaganda volante e nas redes sociais, enfim o que precisa ser feito.

 

Com relação as mortes não temos nenhum caso confirmado, apenas um suspeito. Porém a mesma tinha neoplasia cerebral. Essa semana passamos alguns casos para o Ministério Público pra nos ajudar na tarefa.  A Dengue depende da consciência dos moradores no sentido de eliminar os focos. Porque a parte que compete ao poder público está sendo feita. Obrigada pela oportunidade”, disse a secretária.

A prefeita do município Cida Furtado disse a esta reportagem que todos os esforços estão sendo adotados para enfrentar o problema. Ela confirma que duas mulheres do município morreram e que as suspeitas são de que elas tenham vindo a óbito em função da Dengue. “Por enquanto são apenas suspeitas. Os casos ainda estão sendo investigados”, disse ela.

Esta reportagem obteve a informação que uma das mulheres faleceu em um hospital particular de São Luís de Montes Belos e que laudo apontou que a causa da morte havia sido complicações provocadas por Dengue Hemorrágica. Esta reportagem não conseguiu confirmar esta informação junto à unidade de saúde.

Outra informação que corrobora com o quadro preocupante relatado pelas autoridades públicas de Aurilândia, é que um dos municípios da região que mais encaminha pacientes com Dengue para o Hospital Estadual Dr. Geraldo Landó, de São Luís de Montes Belos, é Aurilândia. Seguido por Sanclerlândia.

Questionada se a prefeitura irá promover festa de carnaval nesse ano em Aurilândia, a prefeita disse que não. Segundo ela, o motivo não tem nenhuma relação com a crise provocada pela Dengue. “É porque o município não tem a tradição de fazer festa de carnaval”, disse ela.

Por: Edivaldo do Jornal

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar