Criança faz rifas para ajudar mães com HIV que dependem de leite especial para alimentar bebês

Keite Carolina Vieira, de 7 anos, decidiu iniciar campanha após saber que fórmula está em falta na rede pública: ‘Corrente do bem’. Mães estão desesperadas porque não têm condições de comprar as latas e não podem amamentar os filhos para não transmitir o vírus.

Aos 7 anos, a estudante Keite Carolina de Sousa Vieira decidiu vender rifas para ajudar mulheres com HIV a comprar latas de leite especial para sustentar os seus bebês, pois elas não podem amamentá-los para não correr o risco de transmitir o vírus. Moradora de Goiânia, a criança tomou a iniciativa após saber que a fórmula fornecida pela rede pública estadual está em falta.

“Estão precisando da nossa ajuda. Venha fazer parte dessa corrente do bem”, disse Keite.

Ao G1, a Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) confirmou que o leite especial está em falta e informou que, “devido a mudanças na legislação dos processos de aquisição, houve um atraso na tramitação da compra”.

Porém, segundo a pasta, a licitação foi finalizada e a solicitação de aquisição, em caráter de urgência, já foi realizada. A secretaria acredita que a entrega das fórmulas infantis seja normalizada ainda neste mês de abril.

Uma das mães que estão desesperadas com a situação contou ao G1 que o filho se alimenta com a fórmula desde que nasceu, há seis meses. Ela afirma que o bebê precisa de oito latas por mês, sendo que cada uma custa em torno de R$ 50. Ao buscar o produto no Hospital de Doenças Tropicais, em 1º de abril, ela foi surpreendida com a falta do leite.

“A pediatra disse que a fórmula é indispensável. Agora ele fez seis meses, e eu estou começando a introduzir outros alimentos, mas a fórmula é a principal refeição, é o sustento dele. Eu estou sem condições, porque cada lata custa cerca de R$ 50 e estou desempregada”, disse a mãe.

Rifas

Sabendo da falta de fórmula no hospital, a estudante Keite Carolina, que já tinha surpreendido a família após ter a ideia de começar a vender desenhos a R$ 2, feitos por ela mesma, para ajudar uma instituição de apoio a pessoas com HIV, entrou novamente em ação. Ela decidiu vender uma rifa de um quadro para arrecadar dinheiro e doar o leite especial para as mães.

Mãe de Keite Carolina, a assistente social Maria Suely de Sousa Marinho explicou que, como trabalha na Associação Grupo Aids Apoio Vida Esperança (Aave-Aids), a menina constantemente fica sensibilizada com a situação das pessoas apoiadas pela entidade. Na associação, atualmente, 48 crianças precisam da fórmula.

“Como eu sou assistente social, ela sempre me vê buscando doações ou indo levar doações para famílias, e ela se sensibiliza. Agora, durante a pandemia, nós não estamos levando a Keite nas ações, até mesmo para evitar a Covid-19. Com a falta da fórmula infantil, ela ficou mais sensibilizada ainda”, disse.

A primeira rifa de Keite Carolina foi finalizada no último sábado (3), quando sorteou um quadro. Ela arrecadou R$ 1 mil após vender rifas a R$ 10 . Com o dinheiro, ela comprou as fórmulas e as doou na terça-feira (6).

“Além das fórmulas, a gente também está comprando outras coisas, porque tem famílias que têm criança acamada e precisa de fraldas descartáveis e seringas. Também tem muita gente passando fome, e a Keite têm visto isso diariamente. Ela quis nessa pandemia fazer algo diferente”, contou.

Logo após entregar os donativos, Keite Carolina lançou uma nova rifa na sua rede social. Agora, ela está rifando outro quadro, com o valor de R$ 5. A quantia arrecadada também será destinada à compra de leites e produtos para ajudar as famílias com HIV.

Fonte: G1/Goiás

PROPAGANDA

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on email