Dezenas de arraias são encontradas mortas em praia do Rio Araguaia, em Goiás

Secretaria do Meio Ambiente do Distrito de São José dos Bandeirantes abriu investigação para apurar a causa das mortes. Biólogo informou que animal está entrando em extinção e que demora cerca de 20 anos para se reproduzir.

Dezenas de arraias foram encontradas mortas em uma praia do Rio Araguaia, no Distrito de São José dos Bandeirantes, em Nova Crixás. Um vídeo mostra vários animais mortos flutuando no rio e outros na faixa de areia.

O vídeo foi feito por um pescador da cidade na tarde de segunda-feira (5). A Secretaria do Meio Ambiente informou que abriu uma investigação para apurar a morte dos animais e tomar as devidas providências.

O biólogo Edson Abrão informou que a arraia que aparece no vídeo é conhecida popularmente como Arraia-disco, da espécie Paratrygon aiereba. Segundo ele, o animal está entrando em extinção e demora cerca de 20 anos para se reproduzir.

O biólogo explicou ainda que, para detectar o que poderia ter causado a morte dos animais, é necessária uma análise da água do local e das arraias. Abrão observou que, pelo vídeo, não é possível notar a presença de outros animais mortos, o que poderia caracterizar uma possível contaminação na água.

Abrão disse que acredita que os animais possam ter sido vítimas de uma pesca predatória, mas que só uma investigação poderá afirmar.

“Pode ter sido descarte. Alguém que foi fazer uma pesca predatória com rede e queria outros peixes, mas pegou um amontoado de arraias, que não eram importantes para ele e soltou elas aí”, disse o biólogo.

Fonte: G1/Goiás

PROPAGANDA

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on email