Feminicídio: Homem é preso pela PM em Cachoeira de Goiás por espancar a companheira até a morte

No caminho lhe agredi com socos e com uma arma branca. Em casa a agredi com socos, milhares de golpes. A deixei onde estava e fui dormir. Na manhã de hoje novamente a agredi”.

Tiago Nunes Paizano, 38, foi preso em situação de flagrante, na madrugada deste domingo, 14, sob a suspeita de ter agredido violentamente a sua própria esposa. A vítima, Núbia de Morais Alves, 43, chegou a ser atendida no Hospital Estadual Geraldo Landó, em São Luís de Montes Belos, mas diante da gravidade dos ferimentos, ela foi encaminhada ao HUGOL, em Goiânia, onde teve decretada a sua morte cerebral.

Diante dos fatos, a Polícia Militar foi acionada e compareceu ao Hospital. No local, o médico que atendeu a vítima relatou aos policiais que a paciente era da cidade de Cachoeira de Goiás e havia sido trazida pelo marido, que por sua vez contou que as lesões na esposa teriam sido causadas no dia anterior num acidente de motocicleta, após ela ter ingerido bebida alcóolica.

Questionado pelos policiais, Tiago confirmou a versão. Que a esposa teria se lesionado na queda da motocicleta. No entanto, o médico que atendeu a paciente, suspeita do contrário. Que as lesões não tinham caraterísticas de acidente de trânsito. O suspeito insistiu na história criada por ele e negando ter agredido a vítima.

Enquanto isso, o médico informava que o quadro de saúde da vítima era grave e que a mesma, inconsciente, estava sendo encaminhada para Goiânia. Horas depois, confirmando o relato do médico, a equipe policial foi informada pela direção da unidade de saúde que as lesões apresentadas pela vítima não condiziam com acidente de trânsito e sim com agressões físicas.

Com essa informação, os policiais militares foram até a cidade de Cachoeira de Goiás, onde encontraram novamente o suspeito e deu-lhe voz de prisão. Após ser detido, Tiago resolveu contar a verdade, confessando que realmente havia agredido a companheira.

Segundo ele, na noite anterior, no sábado, 13, o casal estava na casa de uns conhecidos.  “Estávamos na casa de conhecidos e lá ela se engraçou com outro homem. A chamei para irmos embora e no caminho lhe agredi com socos e com uma arma branca. Em casa a agredi com socos, milhares de golpes. A deixei onde estava e fui dormir. Na manhã de hoje novamente a agredi. Ao ver que as coisas tinham saído de controle providenciei em leva-la ao hospital”, relatou friamente o autor.

Esse não é o primeiro crime cometido por Tiago Paizano, ele conta com outras passagens criminais pela polícia. Núbia de Morais Alves teve morte cerebral decretada pela equipe médica do HUGOL. O autor confesso está preso em São Luís de Montes Belos e está à disposição do Poder Judiciário no presídio local. Ele deverá responder pelo crime de faminicídio.

Por: Edivaldo do Jornal / Foto: Redes Sociais

 

PROPAGANDA

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on email