Firminópolis: Wagner Villela (PSB) recua e deixa companheiros em situação difícil

A população de Firminópolis foi pega de surpresa com uma notícia inesperada e inusitada, nesta segunda-feira, 14. Que o pré-candidato a prefeito pelo município Wagner Villela (PSB) havia desistido da disputa. A informação caiu como uma bomba nos bastidores da política local, principalmente dentro do grupo de aliados do pré-candidato.

Segundo uma fonte, a informação sobre a decisão que Wagner Villela havia tomado teria vindo de um dos seus filhos, dizendo que o pai não está bem de saúde e que ele não teria condições de continuar a campanha eleitoral.

Na noite do mesmo dia, segunda-feira, a coordenação de campanha e os pré-candidatos a vereadores se reuniram na residência do pré-candidato a vice-prefeito na mesma chapa, Preto da Zinica, para discutirem o assunto e decidirem sobre os rumos do grupo agora sem a presença de Wagner Villela.

Sem a presença do agora ex-pré-candidato e de nenhuma pessoa o representando para explicar as motivações da sua decisão, a reunião teve vários momentos tensos com discussões acaloradas. Ao final, numa votação democrática entre os presentes, ficou decidido que o grupo deverá seguir fileiras com o atual prefeito e pré-candidato à reeleição, Jorge do Escritório (PP).

O ex-vereador Fábio do Ciro e cunhado de Wagner Villela, que também estava na coordenação da campanha, bastante chateado com a situação, publicou uma nota nas redes sociais onde pede desculpas aos eleitores e à população pelo fato ocorrido. Veja a nota a seguir.

“Infelizmente aconteceu a desistência desse projeto de mudança por motivos pessoais, afetando a esperança e a vida de muita gente. Peço desculpas a todos vcs em nome de minha família, não vou julgar o Wagner, mas ele foi irresponsável, não por abandonar a campainha, mas sim por não dar uma satisfação concreta e em pessoa pra todos nós, no caso de doença o qual alega, todos entenderíamos, mas não dar satisfação nem pra mim (cunhado), que esteve a seu lado desde a política passada, praticamente sozinhos com um grupo pequeno, fiquei prejudicado e perseguido os quatro anos, portando estou triste e arrasado, mas peço a Deus que nos abençoe e nos ilumine para seguirmos com os nossos objetivos e pra que Firminópolis possa trilhar novos rumos de agora em diante, peço a vcs que o sonho de uma nova política não acabe, simplesmente está sendo adiado, espero que o novo gestor tenha entendido o clamor do povo, pois sempre falei não é mudança somente de pessoas e sim de postura e atitudes que venham ao anseio de nosso povo, vou me posicionar de algum lado, aquele que eu acho a melhor opção no momento pela experiência que na prefeitura adquiri, mais uma vez meu obrigado pela consideração e confiança de todos, podem contar sempre comigo, nunca esquecerei de vcs e da dedicação de todos, um abraço desse humilde companheiro”, disse Fábio do Ciro.

Tendo em vista que a decisão de Wagner Villela deverá em mexer em todo o tabuleiro político de Firminópolis, esta reportagem procurou saber dos outros pré-candidatos a prefeito como eles receberam a renúncia do oponente deles.

O ex-prefeito Leonardo de Brito (MDB) diz que recebeu a notícia com preocupação. Segundo ele, não pela renúncia em si, mas pelos motivos foram citados., que o seu oponente estaria com problemas de saúde. “O Wagner Villela era sim um adversário que merece todo o nosso respeito. Da mesma forma o seu grupo de pré-candidatos a vereadores e da organização da sua campanha. Com relação à saúde dele, ele estará sempre em minhas orações. Estou rogando à Deus que dê a ele uma plena recuperação e que ele logo possa estar conosco aqui na nossa cidade”, disse Leonardo de Brito.

José Ailton (DEM), mais conhecido por Zé Ailton, disse também que recebeu a informação com surpresa principalmente porque o Wagner, segundo ele, vinha trabalhando o nome dele há vários para conquistar o espaço na política local. Ouça.

 

Jorge do Escritório não respondeu ao nosso contato. Indignado com a situação, o pré-candidato a vereador Ricardo Magalhães (PSB), também desabafou nas redes sociais. Ele também falou com o Jornal A Voz do Povo. Ouça a seguir.

Nesta terça-feira, como adiantou Ricardo Magalhães, mais uma reunião deverá acontecer e novamente a questão será debatida e a possibilidade de haver uma nova decisão que ninguém espera, não é descartada. Dentre os motivos que teriam levado Wagner Villela a tomar uma atitude tão inesperada, além de sua saúde, cogitam-se também que o mais provável seria uma questão muito íntima, envolvendo a família. Tudo suposição até então.

Por: Edivaldo do Jornal

PROPAGANDA

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on email