Goiás tem 9 mil pessoas infectadas em 12 dias e passa de 270 mil casos de coronavírus, diz governo

Dados do governo goiano mostram que o estado saltou de 260 mil para 270 mil casos confirmados em duas semanas, com média de 806 novos contaminados diariamente. TV Anhanguera tem flagrado bares lotados e com clientes sem máscaras em Goiânia, onde maioria dos casos são registrados.

O coronavírus segue infectando pessoas em Goiás e, nesta quarta-feira (18), atinge a marca de 270 mil pessoas contaminadas. Nos últimos 12 dias, o estado havia acabado de contabilizar 260 mil casos confirmados. Nestas duas últimas semanas, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) registrou a média de 806 novos casos confirmados todos os dias.

O número de infectados está em 270.464 em todo o estado e os mortos chegam a 6.107, conforme o boletim da SES.

Nas últimas 24 horas, mais 1.024 pessoas submetidas a testes tiveram resultado positivo e 36 novas mortes foram registradas no estado.

Liberação do comércio

O Centro de Operações de Emergência para enfrentamento do coronavírus em Goiás (COE) tem liberado nas últimas semanas cada vez mais atividades comerciais, incluindo o retorno das aulas presenciais.

A TV Anhanguera tem flagrado bares lotados e com clientes sem máscaras em Goiânia. A capital tem a maior quantidade de contaminados do estado: 69.325 e 1.828 mortes – de acordo com dados da SES.

No feriado de 15 de novembro, a reportagem encontrou diversos bares nos setores Suíça, Marista e Bueno desrespeitando as regras de distanciamento entre as mesas e o uso obrigatório de máscaras de proteção facial, medidas que são consideradas eficazes por autoridades sanitárias para reduzir a propagação do contágio.

Um bar no Setor Marista teve fila de clientes aguardando para entrar no estabelecimento. A imagem mostra que nenhum cliente usa máscara e que descumprem o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre pessoas.

“A doença continua circulando e não acabou. Com certeza teremos mais ondas de contaminação”, alerta o infectologista Marcelo Daher.

Ocupação dos leitos de UTI

A rede pública estadual de saúde tem 294 leitos de UTI exclusivos para Covid-19. Nesta quarta-feira, a taxa de ocupação está em 40,3%. Na enfermaria, o número está em 20%.

Já na rede municipal de Goiânia, dos 197 leitos de UTI destinados a pacientes com coronavírus, 38,2% estão ocupados. Na enfermaria, o índice é de 23,9%.

Evolução dos casos

Casos confirmados:

  • O governo estadual registrou os três primeiros casosde Covid-19 em 12 de março;
  • Em 6 de maio, Goiás ultrapassou 1 mil casosconfirmados e atingiu 45 mortes;
  • Em 15 de junho, o estado contabilizou 10 mil casosde coronavírus e 226 mortes;
  • Em 19 de julho, devido a uma instabilidade no sistema de notificação, houve redução de 17 casosnos números de infectados;
  • Em 23 de julho, Goiás atingiu os 50 mil casos;
  • Em 14 de agosto, o estado ultrapassou 100 mil casosconfirmados da doença;
  • No dia 18 de agosto, o estado registrou o recorde de casos, com 4.128 novas confirmações e 128 mortes por Covid-19 em um dia;
  • Goiás ultrapassa 150 mil casosem 9 de setembro;
  • Em 18 de novembro, o estado passou de 270 mil casos confirmados.

Mortes confirmadas:

  • A primeira morte por coronavírusregistrada em Goiás foi em 26 de março;
  • A marca de 1 mil mortesfoi registrada em 16 de julho, dois meses após o início da pandemia em Goiás;
  • Em 8 de agosto, o estado ultrapassou a marca de 2 mil mortos, cinco meses após o registro dos primeiros casos;
  • No dia 18 de agosto, o estado registrou o recorde de mortes, com 128 novas confirmações em um dia;
  • A marca de 3 mil mortosfoi atingida em 28 de agosto;
  • Em 18 de setembro, o estado ultrapassa 4 mil mortosconfirmados;
  • Goiás chegou a 6 mil mortes em 18 de novembro.

Fonte:G1/Goiás.

PROPAGANDA

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on email