GPT de São Luís de Montes Belos prende em flagrante dois suspeitos por tráfico

Com o apoio da população, a Polícia Militar segue atenta e atuante no combate ao tráfico de drogas em São Luís de Montes Belos. Nesta terça-feira, 14, graças a uma denúncia feita por uma pessoa da comunidade, de forma anônima, o Grupo de Patrulhamento Tático – GPT -, prendeu em situação de flagrante dois elementos suspeitos de tráfico de entorpecentes.

De acordo coma denúncia, dois indivíduos estariam em situação suspeita, conduziam o veículo VW Gol, de cor cinza, pelo centro da cidade. Durante patrulhamento, os policiais visualizaram na porta do Banco Bradesco, dois homens e um veículos com as características semelhantes às denunciadas.

Com a realização de uma abordagem e busca veicular, os policiais encontraram em poder dos suspeitos, 19 gramas de maconha, 21 gramas de Skank, 01 aparelho celular Iphone, 01 aparelho celular Xiaumi, 01 carregador portátil e RS 1.396,00 (Hum Mil, Trezentos, Noventa e Seis Reais) em espécie.

Diante da situação, os suspeitos, identificados apenas pelas iniciais L. e F., ambos com 21 anos de idade, receberam voz de prisão em flagrante e antes de serem conduzidos à delegacia de Polícia Civil, para atualizar o assunto com o delegado Dr. Luiz Fernando, eles foram encaminhados ao HCamp – Hospital Estadual -, para exames de praxe. A dupla foi autuada em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

De acordo com informações, extraoficiais, um dos dois elementos foi alvo de ataques, ocorridos no final do ano passado, quando facções criminosas brigavam entre si pela disputa de territórios para a venda de drogas no município.

As polícias, Civil e Militar, de São Luís de Montes Belos, sempre atuaram com rigidez no combate ao tráfico de entorpecente no município e na região, mas infelizmente o resultado tem sido como enxugar gelo. A investigação e as prisões acontecem, mas a fragilidade das leis brasileiras faz com que os criminosos não recebam a punição que merecem. Infelizmente, a impunidade predomina e o crime continua.

Por: Edivaldo do Jornal

PROPAGANDA

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on email