Homem é preso por estuprar, filmar e chantagear mulher no Distrito Federal

[post-views]

Um homem foi preso nesta quarta-feira (4) acusado de estuprar, filmar o crime e chantagear uma mulher no Distrito Federal. Segundo a coluna Na Mira, do site Metrópoles, Henrique Fortes foi preso em Uberlândia (MG), após investigação da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

O estupro pelo qual Henrique foi preso ocorreu em 13 de fevereiro, no Núcleo Bandeirante (DF). Ele teria arquitetado um plano para estuprar a vítima. Fazendo-se passar por empresário, em Brasília a negócios, conheceu a vítima em seu local de trabalho e a convidou para jantar.

Quando foi buscá-la em casa, estava acompanhado de uma adolescente. A menor foi apresentada como uma funcionária. Alegando a necessidade de deixar a suposta funcionária no hotel onde estavam hospedados, Henrique persuadiu a vítima a acompanhá-lo. No hotel, conduziu a vítima até o quarto. Neste momento, agrediu a mulher e arrancou a roupa dela. Com uso de violência física, estuprou a mulher enquanto a adolescente testemunhou todo o ataque.

O acusado gravou o crime e passou a assediar a vítima, afim de impedir que ela registrasse qualquer denúncia. Em 26 de fevereiro, Henrique entrou em contato com a mãe da mulher, alegando ser namorado dela. Poucos dias depois, lhe enviou o vídeo com estupro da filha.

Nas redes sociais, o homem preso por estuprar, filmar e chantagear a mulher no DF postava mensagens de ódio contra mulheres. “Mulheres entendam. Se você ficou com mais de 4 caras na sua vida e já passou dos 30 anos, você será infeliz para sempre. Mulheres que já se relacionaram com 5 homens ou mais, já se tornaram totalmente impuras”, escreveu.

“Eu acho é graça dessas mulheres de hoje: 48% são mulheres macho e, por consequência, só vão conseguir arrumar homens fêmeas. 48% são impuras e não servem nem para uma conversa aleatória. 3% estão perdidas. E o restante PODE SER que tenham alguma chance de não serem corrompidas. Eu tenho é DÓ. No juízo final, 99% das mulheres do mundo serão Exterminadas”.

Fonte: Mais Goiás

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar