Homem é preso suspeito de estuprar enteada e alegar que ‘se sentiu provocado’ por roupas curtas da criança, em Goiatuba

Segundo delegado, a mãe da menina denunciou o caso à polícia assim que soube dos supostos abusos pela filha. O homem negou qualquer tipo de abuso sexual.

Um homem de 36 anos foi preso preventivamente suspeito de abusar sexualmente da enteada de 11 anos, em Goiatuba, no sul de Goiás. Segundo a investigação, o suspeito tocava as partes íntimas da menina porque se sentia provocado quando a criança usava roupas curtas.

O delegado responsável pelo inquérito, Patrick Carniel, disse que o suspeito está preso desde sexta-feira (16), quando a Justiça de Goiás concedeu o pedido de prisão preventiva feito pela polícia. Como o nome do homem não foi divulgado, o G1 não localizou a defesa para se manifestar sobre a investigação.

Em depoimento, o homem alegou que a menina provocava ele e negou qualquer tipo de abuso. Já a criança relata que o suspeito passava a mão nas partes íntimas.

Carniel conta que a mãe da menina levou o caso à polícia assim que soube dos supostos abusos pela própria filha. O homem passou a ficar o dia inteiro com a menina após ser afastado do trabalho há oito meses devido a uma cirurgia.

“O homem alegou que a menina provocava ele e que ela estaria inventando os fatos. E negou qualquer tipo de abuso. A oitiva da menor revela que o suspeito passava a mão nas partes íntimas dela”, esclarece o delegado.

Carniel explica ainda que o crime de estupro de vulnerável foi configurado devido à coerência da oitiva da menor com as provas coletadas durante a investigação. Mais detalhes do caso estão sob sigilo para não identificar a vítima.

“Nesses casos, quando o relato da vítima é coerente com as provas, a oitiva se sobrepõe ao depoimento do investigado”, pondera o delegado.

Fonte: G1/Goiás

PROPAGANDA

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on email