Idosa de 71 anos é violentamente agredida, roubada e ameaçada de morte em São Luís de Montes Belos

Esse caso horrendo aconteceu na madrugada da última segunda-feira, 10, no Setor Rodoviário, em São Luís de Montes Belos. A idosa, aposentada, Valdemira de Jesus Ferreira, de 71 anos, foi vítima de uma violência que por muito pouco não acabou em tragédia. Além de ter pertences roubados, ela foi agredida e ameaçada de morte pelo marginal que a atacou.

O autor confesso de todas essas atrocidades é Serjo Nunes dos Santos, de 22 anos, foto: ao lado, que foi preso pela Polícia Militar e autuado em flagrante pela Polícia Civil. O caso gerou revolta e indignação em muita gente, principalmente a familiares e amigos da vítima.

Além de sofrer toda essa violência, a idosa foi trancada em um dos quartos da casa e só conseguiu se libertar 10 horas depois, ao meio-dia do dia seguinte. Momentos depois uma viatura da Polícia Militar chegou para atender a ocorrência. Aos policiais ela contou o que havia acontecido e passou as características do autor, que desde então passou a ser procurado por toda a cidade, sendo preso apenas no dia seguinte.

Em depoimento à Polícia Civil, a idosa relatou o seu sofrimento naquela longa madrugada. Ela diz que foi dormir aproximadamente por volta de 01:30 e que após alguns instantes ouviu alguém entrando na casa. Que em seguida o criminoso entrou em seu quarto, a jogou de maneira violenta no chão e começou a lhe esganar, lhe enforcando, e agredindo com socos.

Ela conta que em desespero começou a gritar pedindo socorro, porém, segundo ela, estava chovendo muito naquele momento e ninguém escutou seus pedidos de socorro. “Ele me mandou calar a boca dizendo que se eu não calasse ele iria me matar”, conta.

A idosa segue o relato contando que em seguida, o autor lhe desferiu vários socos na cabeça e tentou colocar um pano em sua boca, causando lesões, para que a mesma se calasse. Na ânsia de se defender do agressor, ela conta que o mordeu e deixou marcas de unhas no mesmo.

A vítima diz que depois da sessão de tortura e agressões, ela foi trancada pelo criminoso em um quarto dos fundos da casa. “Eu só consegui sair do quarto por volta de meio-dia do outro dia”, disse a idosa, que foi até a casa de um vizinho, que acionou a Polícia Militar.

Além das características do criminoso, que batem com as do preso confesso, a idosa destacou ainda que ele tinha tatuagens nos dois braços e que o mesmo estava de bermuda e descalço no momento do crime. Que ele deixou para trás uma blusa.

Além de empregar toda violência, narrada contra a vítima, Serjo ainda roubou da mesma R$ 700,00 em dinheiro e um aparelho de celular. Ela conta que o dinheiro era para fazer compras do mês no mercado e que o aparelho ela usava somente para receber ligações.

Em ato contínuo, em diligências, no dia seguinte uma equipe da Polícia Militar, de posse das informações sobre as características do criminoso, o visualizou no Setor Jardim Primavera. Quando ele viu a viatura seguindo em sua direção, ele se evadiu e entrou numa residência, conhecida pelas polícias como uma “boca de fumo”.

No local, junto com o suspeito estava o dono da casa, Edson Luiz da Cruz, conhecido no meio por “Pezão”, que confessou aos policiais que havia comprado o aparelho de celular roubado da idosa. Sobre o dinheiro que roubou da sua vítima, Serjo disse que teria gasto com drogas e bebidas, junto a uma tal Jenifer. Pezão relatou que comprou o celular para pagar depois. No “fiado”.

Ambos foram presos, encaminhados à delegacia de Polícia Civil e entregues ao delegado Dr. Luiz Fernando. Pezão, que é um antigo conhecido das polícias de São Luís de Montes Belos, foi autuado pelo crime de Receptação. Ele ficou preso. Ao contrário do informado antes, Serjo, que recentemente foi preso também por furtar uma motocicleta, também foi autuado em flagrante. Ambos passarão por audiência de custódia, nesta sexta-feira, 14. e poderão ter suas prisões convertidas em Preventivas ou serem liberados pela justiça. 

Indignado com a situação, o comandante do 43º Batalhão da Polícia Militar, de São Luís de Montes Belos, Tenente Coronel Sandro Mendonça, falou com o Jornal A Voz do Povo sobre esse caso, que chocou a todos. Confira:

Por: Edivaldo do Jornal.

 

PROPAGANDA

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on email