Insanidade mental: Justiça acolhe requerimento da defesa de advogada acusada de envenenar ex-sogro e a mãe dele

[post-views]

A Justiça acolheu o requerimento de insanidade mental apresentado pela defesa da advogada, de 31 anos, réu por matar a idosa Luzia Tereza Alves, de 86 anos, e o filho dela, Leonardo Pereira Alves, 58 anos. Ambos foram envenenados pela advogada durante um café da manhã em família no dia 17 de dezembro de 2023. 

A ré, que se identificava como psicóloga nas plataformas online, também foi acusada pelo Ministério Público (MP) de tentar envenenar mais duas pessoas. No total, três processos estão em andamento sob sigilo judicial envolvendo a advogada.

Conforme informação publicada pelo Jornal Opção, o pedido para o exame foi acatado no dia 15 de fevereiro pelo Juiz da 1ª Vara Criminal dos Crimes Dolosos Contra a Vida e Tribunal do Júri, Eduardo Pio Mascarenhas da Silva. O Código Penal veda que pessoas que não tenham capacidade mental de entender que cometeram um crime sejam punidas. Para esses casos, a lei prevê a aplicação de medidas de segurança, através de internação ou tratamento ambulatorial.

“Deixo para analisar a peça de defesa e a manifestação ministerial após a juntada do respectivo laudo, haja vista que a ação penal encontra-se suspensa, com o fito de se evitar tumulto processual. Aguarde-se o agendamento do referido exame para ulteriores diligências”, diz trecho da decisão. 

Fonte: O Hoje

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar