Jovem morre após celular explodir e incendiar casa durante a noite em Rio Branco

[post-views]

João Henrique Morais de Souza, 19 anos, faleceu, na noite da última quinta-feira (23), após um incêndio ocasionado pela explosão de seu celular enquanto o mesmo carregava próximo à cama onde dormia. O caso aconteceu na residência do jovem, localizada na Travessa Benjamim Constant, Bairro Base, em Rio Branco.

Ao chegarem ao local, os bombeiros depararam-se com dificuldades de acesso ao quarto da vítima devido a um portão e à porta trancada. Após a entrada forçada, a equipe extinguiu o incêndio e encontrou João Henrique já inconsciente. O jovem foi retirado do local e, apesar das tentativas de reanimação, não resistiu e faleceu.

Segundo o tenente Francimar Ely Souza, do Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC), a perícia ainda será realizada para determinar as causas precisas do incêndio e da morte de João Henrique. No entanto, acredita-se que a inalação de fumaça densa no quarto com pouca ventilação tenha sido a principal causa do óbito, pois as queimaduras em seu corpo não apresentavam gravidade suficiente para ocasionar a morte.

Gilberto César, cunhado da vítima, relatou que João Henrique dormia no momento do incidente e que as queimaduras não foram a causa da morte. Ele acredita que a inalação da fumaça o tenha asfixiado antes que ele percebesse o fogo. César também mencionou que o jovem tinha o hábito de dormir com o celular e que a cama onde ele estava foi completamente queimada.

João Henrique era natural do município de Bujari, distante 25 km da capital, e havia se mudado para Rio Branco há apenas três meses. Inicialmente, o CBMAC havia informado que ele era estudante do Instituto São José.

A Polícia Civil investiga o caso e a residência foi isolada para a realização da perícia.

Fonte: O Hoje

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar