Mãe e filho em crise de esquizofrenia são internados após agredir mulher, em Goiânia

[post-views]

Uma mulher de 45 anos, e o filho dela, de 27 anos, foram internados compulsoriamente após uma grave crise de esquizofrenia, no Setor Parque Amazônia, em Goiânia. De acordo com a Polícia Civil, ambos teriam agredido uma mulher, de 64 anos.

O caso foi denunciado para a Polícia Civil, que destacou duas equipes para comparecer no local para realizar as prisões dos dois envolvidos. Ao chegarem, os policiais foram surpreendidos pelo que viram. Os agressores, na verdade, se tratavam de pessoas com deficiência mental.

Mãe e filho não tomavam remédios para esquizofrenia

Mãe e filho sofrem de esquizofrenia e há dias, por se recusarem a tomar os medicamentos de uso contínuo, apresentavam crises graves, culminando em violência contra a mulher, que é mãe da autora das agressões.

A vítima contou que era obrigada a se esconder dentro da própria casa. Temendo sofrer novas agressões e por ver que sua casa estava em completa desorganização por conta da condição da filha e do neto, ela denunciou a situação.

A equipe multidisciplinar da Delegacia Especializada no Atendimento à Pessoa com Deficiência (Deapc), formada por uma psicóloga, uma assistente social e uma agente de polícia, empenhada na ocorrência, acionou o Corpo de Bombeiros para auxiliar no atendimento.

Em menos de dez minutos, os bombeiros chegaram e, de comum acordo com a Polícia Civil, realizaram o encaminhamento dos pacientes para o Hospital Psiquiátrico Wassily Chuc, onde receberam atendimento e foram internados para tratamento.

Fonte: Mais Goiás

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar