Menina com diabetes ganha boneca com cateter nasal para incentivar tratamento, em Aparecida de Goiânia

Maria Valentina, de 6 anos, já passou por duas internações e estava com um quadro gravíssimo da doença. Com o auxílio da boneca e do tratamento, a paciente já apresenta melhora.

Um gesto de solidariedade encantou o coração de uma garotinha de 6 anos diagnosticada com diabetes. Maria Valentina Silvestre Menezes foi surpreendida com uma boneca com um cateter nasal, que ganhou de uma enfermeira do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (Hmap), na Região Metropolitana da capital. O presente foi dado para incentivar a menina, que não queria colocar o aparelho.

Segundo a enfermeira responsável pela boa ação, Janaynna Moreira, de 37 anos, Maria Valentina, que foi diagnosticada com diabetes mellitus tipo 1, precisava colocar o cateter nasal para ter um tratamento mais adequado para a doença.

Ao G1, a profissional contou que a menina, que já havia passado por um dreno de tórax, estava muito assustada e não queria colocar o aparelho devido ao incômodo. Para amenizar o processo, Janaynna deu a boneca na última segunda-feira (31).

“Como ela estava resistente ao uso do cateter nasal, decidi colocar na boneca como uma forma de estímulo e ela respondeu muito bem”, contou.“

De acordo com a equipe de cuidadores, a ação superou as expectativas. Acompanhada da boneca, batizada de ‘Lua’, Maria Valentina passou a responder melhor ao tratamento e à equipe. “Quando a criança se sente amada, querida e acolhida, ela passa a colaborar com a equipe de forma positiva”, disse a enfermeira.

A mãe da menina, Lara Silvestre Oliveira, de 30 anos, descreveu como a menina reagiu à surpresa.

“No primeiro momento, ela ficou sem reação. Depois, já foi desembrulhando o pacote e quando viu uma bonequinha, da mesma cor que a dela, ela ficou toda animada e falou que amou o presente”, contou.

 

A equipe responsável pela fisioterapia também passou a utilizar o brinquedo durante o tratamento. “Com a boneca estimulamos o fortalecimento muscular e respiratório da Valentina. Com essas atividades lúdicas, ganhamos confiança da criança para atividades que são desconfortáveis”, compartilhou o fisioterapeuta Arthur Antunes.

Lara elogiou a atitude e caracterizou como essencial no processo de melhoria da criança. “O marcante na vida de nossa pequena Maria Valentina é toda equipe do hospital, pois, sem se esquecer de ninguém, aqui todos são maravilhosos. O cuidado que estão tendo com nossa pequenina é encantador. Hoje ela está radiante, como se nada tivesse acontecido”, contou.

Avanço na melhora

Maria Valentina está internada desde o dia 15 de maio para o tratamento de uma cetoacidose diabética, que é quando há um agravamento no quadro de saúde devido ao aumento da glicose no sangue. Depois do avanço no quadro da doença, precisou se encaminhada para UTI, onde ficou intubada por um dia. Segundo a equipe da criança, o susto maior já passou.

“Hoje a Valentina está bem melhor. O cateter nasal e o dreno de tórax já foram retirados. Estamos seguindo com a fisioterapia e os antibióticos. Além do esquema de controle da diabetes”, informou Janaynna Moreira.

FONTE: G1/Goiás

PROPAGANDA

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on email