Pai e filho são indiciados por matar a tiros sargento da PM que interrompeu briga, em Novo Gama

[post-views]

Policial aposentado do Distrito Federal, Edvaldo Alves Pereira, de 40 anos, foi assassinado enquanto jantava em um churrasquinho no Novo Gama. Eles estão foragidos.

Pai e filho suspeitos de matar a tiros o sargento aposentado da Polícia Militar do Distrito Federal Edvaldo Alves Pereira, de 40 anos, em um churrasquinho no Novo Gama, cidade goiana do Entorno do DF, foram indiciados pela Polícia Civil pelo crime. Segundo a investigação, eles cometeram o crime porque, horas antes, a vítima interrompeu uma briga em que um deles estava envolvido.

G1 não localizou a defesa dos indiciados para se manifestar sobre a conclusão da investigação. O delegado a cargo da investigação, Danilo Ferreira Martins, disse que os homens não foram interrogados por fugirem da região logo após o crime e pede ajuda para localizar os indiciados.

Com a prisão preventiva decretada pelo Judiciário goiano, Josimar Ferreira da Silva, de 47 anos, e o filho, Gabriel Ferreira Bredda, de 22, são considerados foragidos. Eles devem responder por homicídio qualificado por motivo fútil e impossibilidade de defesa da vítima.

Tiro para o alto motivou crime

O crime aconteceu no dia 21 de agosto. A investigação concluiu que o militar aposentado estava passando uma temporada em uma chácara de sua propriedade em Novo Gama.

Edvaldo saiu para comprar bebidas em uma distribuidora da cidade e, na volta, se deparou com uma discussão envolvendo uma pessoa conhecida, conforme relata o delegado Danilo Martins.

O militar parou o carro e desceu na tentativa de cessar a confusão. Para evitar agressões físicas, o PM usou sua arma de fogo para efetuar um tiro para o alto, conforme a investigação. Após o fim da briga, ele entrou no veículo e foi embora.

Josimar, que estava envolvido na discussão, saiu do local dizendo que iria matar Edvaldo por interferir na briga. Assim, buscou o filho em casa e, em carros diferentes, eles saíram em busca do PM. Foi quando o encontraram dentro do automóvel em uma churrasquinho da região.

“Eles se aproximaram e surpreenderam a vítima dentro do seu veículo e efetuaram pelo menos três disparos de arma de fogo, que atingiram a região da cabeça e do tórax. Ele faleceu dentro do carro”, narrou o delegado Danilo Martins.

Fonte: G1/Goiás.

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar