Polícia Civil procura motorista que atropelou menino que brincava com amigos e fugiu sem prestar socorro, em Goiânia

[post-views]

Testemunhas contaram que condutor chegou a parar, mas só para ver se carro estava estragado. Mãe do garoto de 8 anos pede por justiça pelo filho, que está traumatizado: ‘Nem para brincar mais eu vou sair’.

A Polícia Civil de Goiás trabalha para identificar e localizar a pessoa que atropelou um menino de 8 anos e fugiu sem prestar socorro, no Jardim Balneário Meia Ponte, em Goiânia. Segundo a mãe, Davi Miguel Alkmim Pimenta teve muitos arranhões, trincou o crânio e torceu o pé, mas já está se recuperando em casa dos ferimentos.

O atropelamento aconteceu na terça-feira (3), enquanto o garoto brincava com amigos na porta de casa. A família registrou o caso na Delegacia de Investigação de Crimes de Trânsito (Dict) dois dias depois.

A corporação informou que está recolhendo imagens de câmeras de monitoramento que possam ter flagrado o carro que atropelou Davi.

A imagem de um comércio da região mostra um veículo que seria o dirigido pelo autor do atropelamento, mas a imagem não mostra a placa claramente. A gravação é de momentos antes do acidente e também registrou moradores que estariam indo acudir a criança.

Mãe de Davi, Renata Alkmim Cardoso ficou indignada com o episódio e pede por justiça.

“Meu filho foi tratado como um cachorro. Ficou lá jogado. O motorista não perguntou se estava bem, se estava vivo, se estava morto. Ele simplesmente fugiu. Esse motorista tem que ser punido porque é uma criança de 8 anos, ele poderia estar morto”, desabafou.Com medo e assustado por tudo que aconteceu, Davi contou que ainda sente dores na cabeça e que não quer sair de casa.

“Nem para brincar mais eu vou sair, nem para comprar refrigerante”, disse no dia do acidente.Atropelamento

Atropelamento

Uma das moradoras da rua em que o acidente aconteceu disse que estava na porta de casa quando ouviu o barulho de Davi sendo atropelado.

“Os meninos estavam entre a calçada e a rua. O carro veio muito de repente, foi uma coisa muito rápida. Escutei só o barulhão. Já levantei, o Davi desmaiou, eu chamei [o motorista], ele parou na esquina, mas não quis voltar para dar assistência para o Davi”, disse a vizinha que preferiu não se identificar.

Também de acordo com ela, o Corpo de Bombeiros foi chamado e levou o garoto para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), onde Davi passou por exames e fez os curativos.

Fonte: G1/Goiás

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar