Professora da rede pública morre com coronavírus, em Goiânia

A professora da rede pública Winnie Rakel Rodrigues, de 40 anos, morreu no domingo (12) com Covid-19, em Goiânia. Para a família, a marca dela será sempre a alegria em todos os momentos. Para os colegas de trabalho, a dedicação ao trabalho era inspiradora.

Além dela, os pais e o filho, de 12 anos, também testaram positivo para o coronavírus, mas se recuperaram e já estão curados. A professora não tinha nenhum histórico de doença.

Winnie era formada em letras, trabalhava como coordenadora no Colégio Estadual Amália Hermano Teixeira e também dava aulas na Escola Municipal Marco Antônio Dias Batista. Ela começou a sentir os primeiros sintomas no dia 21 de junho, mas, por estar se dedicando muito ao trabalho, achou que pudesse ser apenas cansaço do dia a dia.

Em 24 de junho, o quadro se agravou, e ela foi internada. No dia 29, a professora foi para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde morreu dias depois.

“Uma palavra que resume a minha irmã é Alegria. Ela gostava de festa, era comunicativa, expansiva”, disse a também professora Lucila Cristina Rodrigues.

Entre os amigos, a dedicação à profissão é algo que vai ficar marcado. “Era extremamente alegre, uma excelente profissional. Durante a pandemia, fez um trabalho de excelência ministrando o ensino a distância, foi reconhecido e comentado nos meios educacionais”, disse a amiga Cibele Olímpia.

A professora também era muito engajada politicamente. Lutava pelas causas feministas e defendia que a Covid-19 não era apenas uma gripe e deveria ser tratada com muita seriedade.

Ela completou 40 anos em março. Tinha reservado local para fazer uma festa com tema de girassol. Porém, a pandemia de Covid-19 impossibilitou o evento. Além não haver comemoração pelo aniversário, a despedida de Winnie foi ainda mais dolorosa devido aos protocolos que proíbem velório.

“Ficamos de longe, vendo o caixão ser enterrado. E isso deixa tudo ainda mais triste, porque você não pode se despedir, dizer o quanto amava a pessoa”, contou a irmã.

Fonte: G1 Goiás.

PROPAGANDA

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on email