São Luís: Prefeito volta atrás em parte das demissões anunciadas

[post-views]

O prefeito de São Luís de Montes Belos Major Eldecírio da Silva desistiu de demitir os servidores contratados temporariamente pela educação municipal. São eles: 41 executores de higiene e alimentação, 32 cuidadores e 23 professores. Em reunião, ocorrida na tarde desta terça-feira, 5, na prefeitura, o prefeito recebeu e acatou uma proposta do grupo.

De acordo com presidente do Sintego Eurípedes Barra, que mediou a situação, o prefeito aceitou pagar a metade dos salários dos trabalhadores durante o tempo que durar a pandemia e em seguida reconvocá-los ao trabalho até o mês de dezembro desse ano, quando finaliza o contrato de todos.

Outra condição é a de que os contratados executem alguma atividade, em lugares diferentes durante o período da crise provocada pelo Coronavírus. Em contrapartida os professores receberão em torno de R$ 1 mil e os demais R$ 600,00 cada. O que representa 50% dos salários de cada um.

Quanto aos demais trabalhadores prejudicados com o Decretão do prefeito, baixado em 1º de abril desse ano, onde ele determina a suspensão e finalização dos contratos, Barra frisa que o prefeito não quis nem tocar na questão dos estagiários do IEL – Instituto Evaldo Luid. Eldecírio afirma que todos continuam fora do estágio. São 69 pessoas afetadas com a medida.

Após a Câmara Municipal ter derrubado, na semana passada, parte do Decretão do prefeito, ele anunciou que iria acatar a decisão e faria a demissão de todos. Na ocasião ele citou uma proposta semelhante que havia feito ao presidente do Sintego, que não a aceitou. Na sessão dos vereadores, a vereadora Maria José destacou que o prefeito não tinha amparo legal para fazer tal proposta pelo fato de se tratar de trabalhadores contratados via Processo Seletivo.

Talvez este tenha sido o motivo de o prefeito ter voltado atrás na decisão de demitir todos os trabalhadores. Sendo que os estagiários não estariam amparados por essa garantia em seus contratos. Um grupo, representando os estagiários, deverá falar com A Voz do Povo e dizer como recebe a decisão do prefeito. Essa matéria será atualizada a qualquer momento.

Por: Edivaldo do Jornal

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar