Suspeita de corrupção no Pros: cinco dos sete presos pela Polícia Federal já foram soltos

[post-views]

Já foram soltos Bruno Pena, Armisson Gonçalves de Lima, Cíntia Lourenço da Silva, Alesssandro Sousa da Silva e Fabrício George Gomes da Silva

A Justiça já autorizou a soltura de cinco das sete pessoas presas pela Polícia Federal na operação que investiga suspeitas de desvio de verbas partidárias do Pros – legenda que foi incorporada pelo Pros em 2023. Parte importante dessa investigação acontece em Goiás.

No território goiano, a PF prendeu, por exemplo, o advogado Bruno Pena, apreendeu R$ 26 mil em espécie e um helicóptero registrado em nome do Pros. A aeronave (modelo R66) teria sido adquirida com recursos públicos desviados dos fundos do partido e custado R$ 2,4 milhões. Ela supostamente estaria sendo usada para uso pessoal de amigos e familiares do presidente do Solidariedade, Eurípedes Junior.

Já foram soltos Bruno Pena, Armisson Gonçalves de Lima, Cíntia Lourenço da Silva, Alesssandro Sousa da Silva e Fabrício George Gomes da Silva. Eles vão responder ao processo em liberdade e terão que cumprir medidas cautelares, como recolhimento domiciliar à noite e nos dias de folga e uso de tornozeleira.

Permanecem presos Eurípedes Júnior e Felipe Espírito Santo. Eurípedes encontra-se na Papuda, no Distrito Federal.

A operação foi deflagrada no dia 12 de junho, quando os policiais federais foram às ruas para efetuar prisões e bloquear R$ 36 milhões e 33 imóveis do grupo.

Fonte: Mais Goiás

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar