Suspeito de financiar mega-assalto em Araçatuba com 3 mortos e 5 feridos morre após troca de tiros com a PM em Goiás

[post-views]

Polícia afirma que suspeito estudava território goiano para praticar uma mega ação. Suspeito foi socorrido, mas morreu no hospital.

Um homem suspeito de financiar um mega-assalto em Araçatuba, em São Paulo (SP), morreu após uma troca de tiros com a Polícia Militar na tarde desta sexta-feira (5), na GO-219, entre Guapó e Aragoiânia, na Região Metropolitana de Goiânia, afirma o coronel do Comando de Operações de Cerrado (COC), Alexandre Saliba.

Segundo Saliba, o suspeito se chama Paulo César Gabrir e tem 35 anos. “Ele pertence a facção criminosa que participou do mega-assalto em Araçatuba e ele é tido como um dos suspeito de ser um dos financiadores do crime”, afirma. O coronel destaca ainda que ele tem passagens por roubo, organização criminosa e homicídio.

Gabrir foi preso em novembro de 2021, após o mega-assalto em Araçatuba, mas, segundo o coronel, ele foi solto. Saliba detalha que há três meses a equipe de inteligência do Comando de Operações de Divisa (COD) recebeu informações Gabrir estava vivendo em Guapó com uma nova identidade, mas ainda estava ligado a facção.

“As informações dão conta de que ele estava morando aqui e estava estudando o território goiano para promover uma grande ação aqui em Goiás também”, revela.

O coronel conta que o suspeito estava em um carro locado quando foi abordado, na GO-219. Durante a ação da Polícia Militar (PM), houve uma troca de tiros e Gabrir foi atingido. “Prestamos socorro, ele foi levado para o hospital municipal de Guapó, onde não resistiu e morreu”, explica. No carro, os policiais encontraram uma pistola.

Fonte: G1/Goiás

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar