Enem: confira como usar as notas em instituições públicas e privadas

[post-views]

O Ministério da Educação (MEC) divulga os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nesta terça-feira (16/1)

Os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão divulgados nesta terça-feira (16/1). O exame é a principal porta de entrada de milhares de pessoas no ensino superior, seja em instituições de ensino públicas ou privadas. Mas, você sabe como usar suas notas? O Metrópoles preparou um guia.

As provas foram aplicadas em 5 e 12 de novembro na versão regular do exame, e em 12 e 13 de dezembro na versão Enem para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob Medida Socioeducativa que Inclua Privação de Liberdade (Enem PPL).

Onde as notas do Enem podem ser usadas?

Os resultados do Enem são usados como critério único ou complementar de variados processos seletivos, tanto de instituições públicas e privadas, e servem de parâmetro para acesso aos auxílios governamentais de financiamento de estudo.

Com as notas em mãos, os candidatos podem realizar o sonho de ingressar no ensino superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Programa Universidade para Todos (ProUni), ambos do Ministério da Educação (MEC).

Também é possível optar pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) ou em processos seletivos no chamado Enem Portugal — lista de universidades e faculdades que têm convênio com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) — e em diversas instituições internacionais de ensino superior.

– Sisu

Criado em 2009 e implementado em 2020, o Sisu é um sistema que reúne as vagas ofertadas por instituições públicas de ensino superior, sejam elas federais, estaduais ou municipais. A partir deste ano o Sisu passará a ter apenas uma edição por ano.

Essa é a primeira vez que o programa será realizado uma única vez a cada ano. Até o ano passado, ele acontecia duas vezes por ano. O período de inscrições começa em 22 de janeiro e termina em 25 de janeiro. O Sisu leva em conta apenas as notas da edição mais recente do exame nacional.

Veja o cronograma:

  • Inscrições: de 22 a 25 de janeiro de 2024

  • Resultados da 1ª chamada: 30 de janeiro de 2024

  • Matrículas: 1º a 7 de fevereiro de 2024

  • Lista de espera: manifestar interesse entre 30 de janeiro e 7 de fevereiro de 2024

ProUni

Iniciado em 2004, o ProUni oferece bolsas de estudo integrais e parciais em instituições particulares de ensino superior para aqueles que nunca concluíram um curso de graduação. As buscas no site podem ser realizadas por tipo de bolsa (integral e parcial), modalidade (presencial e a distância), curso, turno, instituição e localidade do campus.

Para participar e tentar conseguir uma das vagas, é necessário atingir, no mínimo, 450 pontos na média das notas e ter nota acima de zero na redação da edição anterior. Outra exigência é não ter participado do Enem na condição de treineiro.

Durante o processo para obter uma bolsa integral, o candidato precisa comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo; e para a bolsa parcial (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa da família.

Até a publicação desta matéria, o cronograma de 2024 não tinha sido divulgado.

– Fies

Desde 2001, o Fies oferece o financiamento, com taxa zero de juros, para cursos superiores não gratuitos. Ou seja, o governo federal paga as mensalidades de estudantes de graduação, que precisam pagar parte da conta durante o curso. No fim, os beneficiados têm que quitar o valor pago pelo governo.

Ao contrário do Sisu e do ProUni — que apenas consideram as notas da edição mais recente —, no Fies, o candidato pode concorrer com os resultados no Enem a partir da edição de 2010. Nesse caso, será selecionada a maior nota.

Para pleitear o financiamento, é necessário atingir, no mínimo, 450 pontos na média das notas e ter nota acima de zero na redação. Os candidatos também precisam comprovar renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa.

Como adiantado pela coluna de Guilherme Amado, do Metrópoles, o lançamento do Fies 2024 ainda não tem prazo definido.

– Enem Portugal

Usando a nota do Enem você também consegue estudar no exterior. Por meio do Enem Portugal, os candidatos podem tentar uma vaga em universidades, institutos politécnicos e escolas superiores lusitanas. As exigências são diferentes em cada instituição.

Ao todo, 29 instituições têm convênio com o Inep. Mas, vale ressaltar que os acordos não envolvem transferência de recursos e não preveem financiamento estudantil pelo governo brasileiro. Além disso, cada instituição tem seus próprios critérios para o processo de seleção.

Confira a lista:

  1. Instituto Universitário de Lisboa

  1. Escola Superior de Saúde Norte da Cruz Vermelha Portuguesa

  1. Universidade Autónoma de Lisboa

  1. Instituto Politécnico da Lusofonia

  1. Instituto de Estudos Superiores de FAFE

  1. Instituto Politécnico de Gestão e Tecnologia

  1. Instituto Superior de Gestão e Administração de Santarém

  1. Instituto Superior de Gestão

  1. Instituto Superior D. Dinis Isdom

  1. Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes

  1. Instituto Português de Administração de Marketing

  1. Instituto Politécnico de Viana do Castelo

  1. Instituto Português de Administração e Marketing

  1. Universidade Nova de Lisboa

  1. Instituto Politécnico de Beja

  1. Instituto Politécnico de Leiria

  1. Instituto Politécnico do Porto

  1. Instituto Politécnico de Coimbra

  1. Universidade da Beira Interior

  1. Universidade do Minho

  1. Instituto Politécnico de Santarém

  1. Instituto Politécnico de Castelo Branco

  1. Instituto Politécnico de Bragança

  1. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

  1. Instituto Politécnico de Portalegre

  1. Instituto Politécnico de Viseu

  1. Universidade Católica Portuguesa

  1. Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida

  1. Escola Superior Artística do Porto

– Estados Unidos (EUA)

Pelo menos quatro universidades norte-americanas aceitam as notas do Enem. É importante ressaltar que tais instituições podem solicitar outros requisitos, como o teste de proficiência em inglês, durante o processo seletivo.

Confira a lista:

  1. Northeastern University;

  1. Universidade de Nova York;

  1. Universidade Drexel;

  1. Universidade Temple.

– Canadá

No Canadá, duas universidades permitem a candidatura de estudantes brasileiros a partir das notas do exame. Como nos EUA, as instituições podem solicitar outros requisitos para dar prosseguimento no processo.

Confira a lista:

  1. Universidade de Toronto

  1. Universidade Metropolitana de Toronto

– Reino Unido

Quatro universidades britânicas também usam os resultados do Enem em seus respectivos processos de admissão. Contudo, estudantes brasileiros ainda podem ter que cumprir outros requisitos definidos por estas instituições durante o processo de seleção.

Confira a lista:

  1. Birkbeck, Universidade de Londres;

  1. Universidade de Glasgow;

  1. Universidade de Loughborough;

  1. Universidade Nottingham Trent.

Como consultar as notas do Enem

Para conferir o resultado individual no exame, é necessário acessar a “Página do Participante” com o login único da plataforma gov.br.

Caso não lembre a senha cadastrada, ainda, é possível recuperá-la: vá até a página acesso.gov.br, digite o CPF e clique em “avançar”. Em seguida, clique em “esqueci minha senha”, selecione uma das opções de recuperação, preencha os campos solicitados e gere uma nova senha.

Dicas para o Sisu, ProUni e Fies

Com ajuda dos professores Fellipe Rossi e Thiago de Souza Alexandre, respectivamente, do Colégio Ao Cubo e do Colégio Qi, o Metrópoles listou algumas dicas para você seguir antes e durante o período de inscrições dos programas nacionais.

É importante destacar que os candidatos podem pleitear em todos os programas usando as notas do Enem.

No Sisu, ProUni e Enem Portugal, usa-se a nota da última edição. Já no Fies, é possível concorrer com resultados a partir da edição de 2010 — nesse caso, será selecionada a maior nota.

Geral

  • Analisar as diferenças entre Sisu, ProUni e Sisu

  • Conferir se cumpre os critérios do programa escolhido

  • Buscar as instituições de interesse e ver se participam dos programas do MEC

  • Separar os documentos necessários para a inscrição

Sisu

  • Checar os termos de adesão 2024 e 2023 para observar alguma mudança de regra nas instituições de interesse:

– Se o termo de adesão não tiver mudado, provavelmente haverá uma pequena queda na nota de corte em comparação com a de 2023

– Se o termo de adesão tiver mudado, é mais difícil fazer previsões. Neste caso, as notas de corte parciais informadas pelo Sisu são mais confiáveis

  • Buscar as notas de corte, usando como referência as notas de corte do SiSU 2023.2, com atenção às reclassificações

  • Fazer suas escolhas de 1ª e 2ª opções, sendo a 1ª opção a mais desejada que a 2ª opção

  • ATENÇÃO:caso esteja inscrito no Sisu e no ProUni e for aprovado em instituição pública, passa a não disputar mais a vaga no ProUni

ProUni

  • Ler o edital para anotar informações como datas, critérios e processo de inscrição

  • Calcular a média aritmética e observar se atingiu os critérios de pontuação para participar da inscrição

  • Analisar se as instituições oferecem a bolsa pretendida, que pode ser integral ou de 50%

Fies

  • Ler o edital para anotar informações como datas, critérios e processo de inscrição

  • Calcular a média aritmética e observar se atingiu os critérios de pontuação para participar da inscrição

Fonte: Metrópoles

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar