Marília é a cantora com mais clipes acima de 100 milhões de views no mundo e 1ª a superar 8 bilhões de streams no Spotify, diz assessoria

[post-views]

Rainha da sofrência morreu em acidente aéreo a caminho de show em MG. Ela completaria 27 anos nesta sexta-feira e recebeu homenagens de familiares, amigos e fãs.

Marília Mendonça é a cantora com mais clipes acima de 100 milhões de visualizações no mundo e a primeira brasileira a superar 8 bilhões de streams no Spotify, segundo divulgou a assessoria dela nesta sexta-feira (22), dia em que ela faria 27 anos. A rainha da sofrência morreu em novembro de 2021, em um acidente de avião.

A equipe de Marília publicou ainda outros “Feitos Reais” da rainha da sofrência. Nos posts, eles colocaram tópicos de alguns deles, com base em dados do Youtube e do SpotifyVeja:

  • Cantora com mais clipes acima de 100 milhões de visualizações em todo o mundo (68 clipes)

  • Dona da live de música com maior número de telespectadores simultaneamente no mundo (3,3 milhões de telespectadores)

  • Artista com maior canal do Youtube BR 16,2 bilhões de visualizações e 24,7 milhões de inscritos

  • Artista mais assistida do Youtube BR no ano de 2021 com 3,1 bilhões

  • Primeira brasileira a superar a marca de 8 bilhões de streams no Spotify

  • Cantora mais ouvida do Spotify Brasil

  • Primeiro álbum a atingir 1 bilhão de streams no Spotify Brasil (Todos os Cantos – volume 1) e álbum mais escutado da história do Spotify BR

  • Artista com o maior número de músicas no Top 200 Brasil do Spotify em um único dia, sendo 74 músicas

Ícone da música sertaneja, a goiana já havia conquistado o país e estava lançando internacionalmente o projeto Patroas, em parceria com Maiara e Maraisa, quando teve os planos interrompidos. Ela estava a caminho de um show em Caratinga (MG), quando sofreu o acidente.

A equipe de Marília lançou o EP “Decretos Reais”, na noite de quinta-feira (21), um projeto póstumo. O volume 1 reuniu quatro faixas, extraídas da live “Serenata”, que aconteceu em 15 maio de 2021. Segundo a equipe, novas faixas serão lançadas ao longo do ano.

“À tona vieram os decretos, os desejos e os sonhos da rainha eleita pelo povo. A coroa intransferível, brilha como sempre em nós, eternos súditos, estamos encarregados de assegurar o cumpra-se”, descreveu a equipe no post.

Após ser divulgado no Instagram de Marília, o projeto comoveu fãs, amigos e parentes. A publicação, que teve mais de 25 mil comentários, explicou sobre o EP. Nos comentários, o público falou sobre o legado da rainha da sofrência.

“A saudade é proporcional ao seu tamanho, Marília. Sem fim ❤️👑”, escreveu um fã.

Legado

A voz de Marília ecoa nas músicas que ela deixou. A cantora nasceu em Cristianópolis, a 90 km de Goiânia, em 22 de julho de 1995. Começou a carreira cantando em barzinhos em troca de espetinhos e juntando moedas para ir a shows até lançar os grandes sucessos: “Infiel”, “De quem é a culpa?” e “Eu sei de cor”.

Considerada uma das artistas mais populares do sertanejo, ela liderou uma reviravolta feminina no gênero, que impôs mulheres como protagonistas do estilo até então dominado quase apenas por homens, a partir de 2016, no chamado “feminejo”.

cantora foi a artista brasileira mais ouvida em 2021 no Spotfy. O álbum “Todos os Cantos” se tornou o disco em português mais ouvido da plataforma.

Durante a época de maior isolamento social por causa da Covid-19, Marília fez uma live de casa acessada por mais de 3,3 milhões de pessoas ao mesmo tempo.

O projeto Patroas, em parceria com Maiara e Maraisa, concorreu ao Grammy Latino e também estampou os painéis da Times Square, em Nova Iorque.

A cantora também fez história ao aparecer na capa da ForbesLife Fashion ao lado de Maiara e Maraisa.

Despedida

Marília morreu no dia 5 de novembro de 2021, em um acidente aéreo em Caratinga (MG). Além dela, também foram vítimas o tio e assessor da cantora, Abicieli Silveira, o produtor Henrique Bonfim, o piloto e o copiloto do avião.

O velório de Marília e do tio aconteceu no Ginásio Goiânia Arena no dia seguinte ao acidente. Houve muita comoção de fãs, familiares e cantores famosos, entre eles, Henrique e Juliano, Maiara e Maraisa e Jorge e Mateus.

A partida da eterna rainha da sofrência aconteceu de surpresa e deixou todos abalados. Mãe dela, Ruth Dias, passou mal ao saber da notícia e foi amparada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Maraisa perdeu momentaneamente a vontade de cantarAlok desabafou sobre a profunda tristeza que o episódio lhe causou. Gusttavo Lima se emocionou ao lembrar dela durante um show.

Família

Além de se fazer sempre presente através das músicas e vídeos, outro “pedacinho” dela que ficou foi Léo, filho que ela teve com o também sertanejo Murilo Huff.

O pequeno completou 2 anos pouco tempo após a morte da mãe. Murilo compartilha a guarda do filho com a mãe de Marília, Ruth.

Fonte: G1/Goiás

PROPAGANDA
[xyz-ips snippet="galeria"]

Compartilhar